Título dos Springboks virou história de cinema; relembre

Conquista da Copa do Mundo de Rugby pelos sul-africanos inspirou filme de Hollywood

Antonio Carlos Junior
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Youtube RWC

Os Springboks entraram em campo contra a Itália nesta sexta-feira (04), em jogo da terceira rodada da Copa do Mundo de Rugby. Bicampeões do torneio, os sul-africanos tiveram a história de sua primeira conquista eternizada no cinema.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

O filme Invictus, dirigido por Clint Eastwood, foi lançado em 2009. Ele traz a história da conquista da Copa do Mundo de Rugby pelos Springboks. Baseado no livro “Playing the Enemy: Nelson Mandela and the Game That Made a Nation”, de John Carlin, Invictus aborda as tensões raciais, políticas e econômicas vividas na África do Sul após o fim do Apartheid.

Invictus

Após passar 27 anos preso, Nelson Mandela (interpretado por Morgan Freeman) é libertado do cárcere no início de 1990. Apenas quatro anos depois, ele se torna o primeiro presidente da África do Sul após o fim do apartheid. No entanto, mesmo com o fim do regime de segregação racial, a tensão entre brancos e negros seguiu intensa, preocupando o novo presidente.

Em uma partida dos Springboks, Mandela percebe que os negros sul-africanos torcem contra a equipe nacional, pois ela ainda representa a segregação racial e o racismo da época do apartheid. Com a aproximação da Copa do Mundo de Rugby, na África do Sul, Mandela se reúne com líderes negros e os convence a apoiar a equipe na competição. Ao mesmo tempo ele conversa com o capitão da seleção, François Pienaar (Matt Damon) e sugere que o título pode unir toda a nação.

Cercados de dúvidas, Mandela e Pienaar seguem com seu ideal de unir a nação através do esporte. Assim, pouco a pouco os Springboks começam a ser respeitados também pelos negros. Superando todas as expectativas, os Springboks chegam à final do Mundial contra os temidos All Blacks, da Nova Zelândia.

Após uma visita à ilha onde Mandela ficou preso, Pienaar questiona como ele consegue perdoar quem o deixou lá por tanto tempo. Já no estádio, os sul-africanos conseguem a inesperada vitória, por 15 a 12. Assim, Mandela termina a missão de unir todos os povos da África do Sul.

Apartheid

Foi um regime de segregação racial que vigorou na África do Sul entre 1948 e 1994. O regime cerceava direitos dos negros, maioria da população sul-africana, em benefício da minoria branca no poder.

Durante a década de 70, os negros, que já haviam perdido direitos de saúde, moradia e educação, tendo condições inferiores a dos brancos, perderam também sua cidadania. Assim, viraram cidadãos de tribos locais.

Após diversos conflitos, o então presidente Frederik Willem de Klerk resolveu abrir negociações para o fim do apartheid. Isso culminou nas primeiras eleições multirraciais, que em 1994 elegeu Nelson Mandela.

Mandela

Ativista pelo fim do apartheid desde sua implantação, Mandela foi preso em 1964 e só sairia da cadeia em 1990. Ainda sob o regime de segregação racial, a África do Sul viu surgiu em Mandela um líder e assim ele foi eleito o primeiro presidente negro do país, em 1994.

Por cinco anos Mandela foi o governante sul-africano até 1999, quando foi substituído por Thabo Mbeki. Em 2013, aos 95 anos, Nelson Mandela faleceu após passar dias internados.

LEIA MAIS

África do Sul afasta zebra e vence Itália na Copa do Mundo de Rugby

De James Bond a presidente dos Estados Unidos, veja 10 celebridades que jogaram Rugby