Dono de 5% dos direitos econômicos de Michael, o Goianésia espera sua parte na venda do atleta

Após destaque do Campeonato Goiano em 2017, Michael foi comprado pelo Goiás

Jeferson Macedo
Colaborador do Torcedores.com.

Foto: Reprodução Twitter do Goiás

Dono de 5% dos direitos econômicos de atacante Michael, o Goianésia, clube do interior de Goiás, não ficou satisfeito com o desfecho da negociação entre o Esmeraldino e o Rubro-Negro. O clube promete acionar seu departamento jurídico. O clube ainda espera receber sua parte, cerca de 500 mil euros.

A transação foi aprovada porquê o Goiás, que tinha 75% dos direitos econômicos do jogador, concretizou a venda por 7,5 milhões de euros, valor  da multa rescisória. JáMichael cedeu 5% ao Flamengo, que ficou com 80% do jogador. Michael ainda ficou com 15% e o Goianésia ainda manteve seus 5%.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Em entrevista ao GloboEsporte.com, o presidente do Goianésia afirmou que o clube não foi chamado para participar da negociação:

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“A gente não foi chamado pelo Flamengo, no fim soubemos que o Flamengo não quis pagar nossa parte. Já passamos para nosso departamento jurídico, que vai analisar o contrato. Primeiramente, vamos analisar nosso contrato com o Goiás. Depois, vamos analisar o que vai ser feito no contrato com o Flamengo” disse.

Edmininho Pinheiro, representante esmeraldino na negociação, foi quem estava negociando com o Goianésia. Também para o Globoesporte.com, ele disse:

“Está tudo certo, não há nenhum problema. Conversei com o Marco Antônio (presidente do Goianésia) e ficou combinado que a opção que o Flamengo escolhesse estaria boa para o clube, ou a venda ou a manutenção dos 5%”

Marco Antônio Maia, presidente do Goianésia, diz confiar no potencial de Michael, porém, se Michael não for negociado futuramente pelo Flamengo. Goianésia não receberá nada.

“A gente confia muito no potencial do Michael. Mas como o dinheiro é do clube, não dá para arriscar. O Goianésia é um clube pequeno, é a menor parte envolvida. A quantia de 500 mil euros é muito importante para nós. Pessoalmente, se fosse para eu arriscar, eu apostaria no Michael, sim. Mas o dinheiro não é meu, é do clube, então não dá para correr risco”, finalizou.

Michael deve se apresentar no Flamengo no início da próxima semana, o atleta também realizará  exames médicos antes de ser apresentado oficialmente. Depois de se destacar no Goianésia, Michael foi contratado pelo Goiás, pelo Esmeraldino, foi destaque do último Campeonato Brasileiro.