Ex-jogador do clube e agora técnico, Mancini deseja treinar o Atlético-MG: “É um sonho”

Iniciando carreira no comando do banco de reservas, Mancini aponta que treinar Atlético-MG é um desejo para o futuro

Jean Lucas
Jornalista, com passagens por Bandsports e FOX Sports. Fascinado por contar (e ouvir) histórias. Vive o futebol 48h por dia.

Crédito: (Reprodução/Youtube)

Os caminhos do futebol parecem sempre se reencontrar, ter idas e voltas. Quem deseja trilhar algo parecido – mais uma vez – é Mancini, ex-jogador do Atlético-MG e agora treinador de futebol. Em entrevista ao site Hoje Em dia, Mancini admitiu que sonha ser técnico do Galo.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Você pode ganhar uma camisa comemorativa exclusiva! Abra a sua conta meu BMG Galo!

Na entrevista ao site Hoje Em Dia, Mancini comentou, além do desejo de treinar o Atlético-MG, sobre os primeiros passos na carreira como técnico, sobre os cursos que realizou para ter a licença de treinador e até o técnico que o inspira para trabalhar. Confira alguns trechos da entrevista abaixo.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Sonho de treinar o Atlético-MG

Penso sim. É um sonho. Tenho o desejo de, em alguns anos, treinar o Atlético. Seria uma continuidade, em poder contribuir agora na parte técnica. Então eu tenho esse sonho, sim, de comandar o Atlético.

Análise sobre o atual momento do Galo

O Atlético está em uma transição, agora com o Dudamel, que está começando com uma filosofia. O novo projeto do treinador e do Atlético é de apostar na base, de fazer um trabalho bem feito. Acredito que o clube esteja no caminho certo.

Início da carreira de treinador

Foram três anos dedicados a estudos na Itália. Fiz o curso na UEFA em Coversiano, que é o centro de treinamentos da seleção da Itália, em Florença. Foram três anos de curso Uefa A, Uefa B e Uefa-Pro. Um curso muito rico, que abriu mais minha cabeça. Fiquei muito feliz em completar essa etapa da minha vida, já que é um curso difícil e longo e que todo mundo que quer ser treinador almeja fazer. 

A experiência de treinar o Foggia

Foi bom. Com três anos [de estudos], eu precisava da prática. Foram dois meses muito bons de trabalho, porque fiz uma pré-temporada intensa, com muitos treinamentos. Essa experiência de estar do outro lado, como treinador, é uma coisa nova, mas bem gostosa. Me deu a certeza de que eu queria ser treinador. O dia a dia, o feedback com os atletas… Só não continuei porque penso diferente do presidente do clube, e isso não deu certo para minha continuidade no Foggia.

A inspiração como técnico

O treinador que me inspira é o Luciano Spalletti. Um treinador com quem tive bons anos com a Roma. É um técnico muito ofensivo, que te ensina muito futebol. Aprendi muito com ele. Hoje ele é o treinador que me inspira.

LEIA MAIS

Mercado da Bola: Atlético-MG renova contrato de goleiro

Florida Cup, Estaduais, Copa São Paulo, Pré-Olímpico, Inglês, Italiano e mais; saiba como assistir aos jogos deste sábado (18)