Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mercado da bola: 10 jogadores brasileiros perdidos no Oriente Médio

Marcelo Grohe, ex-goleiro do Grêmio, é um dos vários atletas brasileiros presentes em países do Oriente Médio

Rafael Alaby
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Reprodução/Al-Ittihad

Os países do Oriente Médio são os principais destinos de atletas brasileiros que não têm mercado na Europa.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Nos últimos anos cresceu o número de jogadores que aceitaram propostas de países árabes. Os clubes costumam pagar bem.

Neste post, o Torcedores seleciona 10 brasileiros perdidos por lá. Confira:

Rodrigo Tabata (meia do Al Rayyan, do Qatar)

Muitos não sabem, mas o meia, hoje com 39 anos, continua em atividade. O ex-Santos defende as cores do time do Catar desde 2014. Na atual temporada, o paulista de Araçatuba disputou 14 jogos e marcou seis gols.

Kayke (atacante do Qatar Sports. do Qatar)

Ex-Santos e Flamengo, o atacante trocou no fim da temporada o Goiás pelo Qatar Sports, onde já tem cinco gols em nove jogos. É a primeira experiência do jogador de 31 anos no Oriente Médio.

Carlos Eduardo (meia do Al-Hilal, da Arábia Saudita)

O meia ex-Fluminense defende o Al-Hilal desde meados de 2015. Na atual temporada, ele tem nove gols em 12 jogos.

Giuliano (meia do Al Nassr, da Arábia Saudita)

O experiente meia ex-Internacional, Grêmio e seleção brasileira está no Al-Nassr desde a temporada 2018/2019 e vem sendo um dos destaques da equipe árabe. O jogador de 29 anos tem 58 jogos e 23 gols marcados.

Petros (volante do Al Nassr, da Arábia Saudita)

O volante ex-Corinthians e São Paulo está no Al Nassr, da Arábia Saudita desde julho de 2018. Ele já disputou 46 jogos e tem cinco gols marcados.

Souza (volante do Al Ahli, da Arábia Saudita)

Com passagens por São Paulo, Grêmio e Vasco, o volante está no Al Ahli desde a temporada 2018/2019, mas por enquanto atuou pouco. Foram 31 jogos e um gol marcado.

Marcelo Grohe (goleiro do Al Ittihad, da Arábia Saudita)

Um dos maiores ídolos da história recente do Grêmio, o goleiro foi contratado pelo Al Ittihad no início de janeiro do ano passado, mas uma lesão no punho o prejudicou. Até o momento, Grohe disputou apenas dois jogos, ambos na atual temporada.

Romarinho (atacante do Al Ittihad, da Arábia Saudita)

Nome importante na inédita conquista da Libertadores de 2012 pelo Corinthians, o atacante é companheiro de Grohe e está no Al Ittihad desde a temporada 2018/2019. Ele ostenta a marca expressiva de 28 gols em 59 jogos. No Oriente Médio, Romarinho também atuou por El-Jaish, do Catar e Al Jazira, dos Emirados Árabes.

Keno (atacante do Al Jazira, dos Emirados Árabes)

O ex-Palmeiras ficou cerca de um ano no Pyramids, no Egito, até se transferir ao Al Jazira, dos Emirados Árabes em julho de 2019. Em outubro, o jogador de 30 anos sofreu lesão no joelho e voltou aos gramados dois meses mais tarde. Ele soma dois gols em 13 jogos.

Luiz Antônio (meia do Baniyas, dos Emirados Árabes)

Cria das categorias de base do Flamengo, o meia trocou em julho do ano passado o Al Shabab, da Arábia Saudita, pelo Baniyas, dos Emirados. O carioca de 28 anos soma 16 jogos e dois gols marcados.

LEIA MAIS:

Mercado da bola: 7 brasileiros perdidos em Portugal