Rodrygo destaca amizade com Vinicius Jr e dá conselho a Reinier: “Não é vergonha nenhuma jogar no Castilla”

Rodrygo falou sobre a parceria com Vinicius Jr, que já estava no Real Madrid quando ele chegou, no início da temporada, e prometeu conversar com Reinier, recém-anunciado pelo clube merengue

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Real Madrid

Ainda em processo de adaptação ao futebol europeu e ao ‘simples’ fato de vestir a camisa do Real Madrid, o atacante Rodrygo, contratado pelo clube merengue junto ao Santos por 45 milhões de euros em 2019, falou sobre a amizade com Vincius Jr, que chegou um ano antes a equipe espanhola, apesar da disputa por posição no time comandado por Zinedine Zidane.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Sempre me lembro do meu primeiro treino. Eu estava entrando em campo e perguntei se ele tinha ficado nervoso no primeiro treino dele. Eu estava, mas depois que a bola rola você já se sente mais confiante. O Vini foi muito importante nisso para mim”, contou Rodrygo em entrevista à ESPN Brasil.

O ‘Rayo’ também falou sobre a chegada de Reinier, anunciado pelo Real Madrid no último dia 20, em uma negociação de 30 milhões de euros. Inicialmente, o ex-jogador do Flamengo irá atuar com o time Castilla antes de ser efetivado entre os profissionais, mas para Rodrygo, isso não é nenhum problema.

“Quando tiver a oportunidade de falar com ele, vou passar aquilo que o Vini me passou também. Não é vergonha nenhuma jogar no Castilla. Acho que muitos jogadores passaram por isso. O Casemiro também. E hoje é ídolo aqui”, destacou.

Vale lembrar ainda que além do citado Casemiro, o próprio Rodrygo, além do Vinicius Jr, chegaram a atuar algumas partidas pelo time B do Real Madrid logo que desembarcaram na Espanha. Foram as boas atuações que os credenciaram ao time profissional com 18 anos e disputando vaga diretamente com nomes mais badalados, como Gareth Bale, Lucas Vázquez, Mariano Díaz e Isco.

LEIA MAIS:
Marcelo completa 500 jogos no Real Madrid, empilha títulos e idolatria, mas tem futuro incerto no clube