USADA anuncia projeto de recolhimento de amostras orais no UFC

Projeto ainda está na fase de implantação. Fluidos orais serão também usados para buscar possíveis violações ao código antidoping.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Site Oficial da USADA

O UFC e a USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) devem implementar nos próximos meses uma nova tática para os exames antidoping da organização. Um projeto ainda em fase de implementação permitirá que amostras de fluidos orais (saliva) sejam também coletados para descobrir uso de substâncias ilegais.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram 

A USADA havia feito o anúncio inicial em dezembro, mas apenas nesta semana uma definição oficial vinda do próprio UFC, através do chefe do programa antidoping da organização, Jeff Novitzky, sobre como serão tais coletas.

“A USADA está introduzindo testes de fluidos orais, um método não invasivo e sem dor que está em fase de implementação para testes dentro e fora de competição. Este modelo de teste é confiável, seguro e pode ser feito em qualquer lugar”, diz o comunicada da agência.

“O UFC começou a testar um novo projeto de amostras orais. O único problema é que potencialmente detectará apenas substâncias usadas poucas horas antes do teste, não o que foi usado dias ou semanas antes”, explicou Novitzky no Twitter.

A coleta de amostras orais deve se juntar aos exames de sangue e urina já administrados pela agência antidoping para buscar possíveis violações ao código contra o uso de substâncias proibidas no Ultimate.

LEIA MAIS

Dustin Poirier quer vaga no UFC 249 e ‘indica’ Gaethje como rival desejado

(Crédito da foto: Divulgação/Site Oficial da USADA)