Cruzeiro agita população e governador de Roraima em jogo na Copa do Brasil

Nesta quinta-feira (13), o Cruzeiro entra em campo contra o São Raimundo, às 21h30, no estádio Canarinho, na cidade de Boa Vista, em Roraima

Tathiane Marques
Colaboradora do Torcedores.com, são-paulina e admiradora do EC Bahia.

Crédito: Bruno Haddad/Cruzeiro

O maior campeão da Copa do Brasil, o Cruzeiro, mesmo atravessando um momento complicado por estar na Série B, viaja para jogar pela primeira vez em sua história no estado de Roraima, região norte do Brasil.

Levando na bagagem toda tradição com os seis títulos na competição, a equipe celeste enfrentará o São Raimundo, time local. O duelo entre eles marcará a reinauguração do estádio Flamarion Vasconcelos, carinhosamente chamado de Canarinho e que seria utilizado na Copa do Mundo de 2014. E quem vencer a partida garante vaga na segunda fase e pegará o Boa Esporte.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

O Cruzeiro mesmo não sendo um time da região como não poderia ser diferente é prestigiado por onde passa, gerando movimentação na cidade e muita expectativa, tanto que a capacidade do estádio é de 4.500 pessoas e já foram vendidos 4.435 ingressos para o jogo.

Os valores dos tickets vão de R$ 40 reais a meia-entrada e R$ 80 a inteira, tendo com estimativa a renda bruta de R$ 194.800,00. O que dará ao Mundão a possibilidade de pagar o salário de todos jogadores por dois meses, já que o clube tem uma folha salarial de 90 mil.

O presidente do São Raimundo, Sérgio Carvalho, falou sobre a euforia de todos para o duelo e garantiu que o Celeste será muito bem recebido por todos em Roraima.

“A expectativa aqui é muito grande. O torcedor está eufórico, aguardando esse jogo com grande ansiedade. Com a reinauguração do Estádio Canarinho, a torcida vem contando os dias para (o jogo) acontecer. Inclusive, os ingressos estão esgotados. Foram colocados 4 mil ingressos de meia-entrada e 453 de inteira. Esgotaram todos. Todo mundo está na expectativa. É uma torcida pacata, tranquila, não tem esse clima de revanche não. O pessoal é muito receptivo, caloroso. Nunca tivemos problemas com torcida. Todos querem ver um grande jogo”, frisou.
A euforia é tamanha que até mesmo o governador de Roraima, Antônio Denarium, não se contem e vem falando constantemente sobre o duelo da Copa do Brasil,seja por vídeos ou mensagens compartilhadas em redes sociais falando da reinauguração do estádio e da importância para o futebol da região, além de convocar a população a comparecer no evento.

Siga o Torcedores também no Instagram

“Olá, amigos apaixonados pelo futebol. Está confirmado pela CBF a inauguração do estádio Canarinho. Será no dia 13 de fevereiro com a partida entre São Raimundo e Cruzeiro de Minas Gerais. Foi um grande trabalho realizado pela secretaria de infraestrutura e com o apoio do senador Chico Rodrigues, da CBF e também do Sérgio, presidente do São Raimundo. Venha participar dia 13 de fevereiro da inauguração do Estádio Canarinho”.
Pela primeira vez, o Cruzeiro estará em solo roraimense e enfrentá uma equipe do estado, mais um fato que entrará para história do clube celeste. Como visitante, a equipe mineira tem a vantagem do empate devido sua posição no Ranking da CBF ser melhor em relação aos mandantes.
O Cruzeiro vem passando por situações turbulentas no que se refere a parte financeira tanto que o déficit chegam a mais de R$ 800 milhões, o time atualmente também disputa a Série B. Mas isso não mancha a trajetória da Raposa no torneio nacional. E o presidente do Mundão, Sérgio Carvalho, fala sobre os títulos do time e garante que a equipe roraimense irá dar o seu melhor em campo.
“A gente vê essa repercussão grande do rebaixamento do Cruzeiro, das dívidas e das várias mudanças de atletas renomados. Mas o Cruzeiro é o Cruzeiro. Tem camisa, tem história, é o clube que mais venceu a Copa do Brasil. E a gente se preocupa, né?! Um clube de tradição que não vem a Roraima para passear. Mas pode ter certeza de que eles vão enfrentar grande dificuldade também. Estamos preparados para lutar até o fim”.
LEIA MAIS: