Cruzeiro planeja nova metodologia de trabalho para as categorias de base em 2020

Raposa vai gastar menos na contratação de jogadores e investir mais no desenvolvimento dos que já estão nos times de formação

Jonatas Pacheco
Colaborador do Torcedores

Crédito: Gustavo Aleixo/Cruzeiro EC

O Cruzeiro segue se movimentando para melhorar a formação de jogadores no clube. Com problemas financeiros para investir no time principal, os atletas formados na base surgem como solução para um 2020 complicado na Toca da Raposa.

Após contratar Rogério Micale como treinador do time sub-20, o diretor das categorias de base do Cruzeiro, Ricardo Drubscky, anunciou que planeja mudar a metodologia de trabalho nas equipes de formação.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

Em entrevista ao jornalista Samuel Venâncio, da Rádio Itatiaia, Drubscky comentou que a ideia do Cruzeiro é gastar menos na contratação de jovens talentos e investir mais no desenvolvimento dos garotos que já fazem parte das equipes de base.

“Hoje nós temos cerca de 120 jogadores do sub-13 até o sub-20. O nosso foco hoje é voltado para formação, ou seja, o trabalho em cima desses jogadores que nós já temos. Vamos fazer isso com muita intensidade e continuar captando, mas não vamos repetir o que vem sendo feito de maneira automática no futebol brasileiro. Vamos fazer coisas diferentes, aguçar a questão da formação. Pegar o jogador que já está conosco e fazê-lo desenvolver todo o seu talento”, explicou Ricardo Drubscky.

LEIA MAIS

Com três baixas, Cruzeiro divulga relacionados para estreia na Copa do Brasil

Afastado do Cruzeiro, ex-presidente Wagner Pires afirma que “não fez dívidas” no clube

Mercado da Bola: Cruzeiro anuncia Rogério Micale como novo técnico do sub-20