Iniesta conquista 37º título da carreira e se aproxima de recordista Daniel Alves

Ex-Barcelona, meia espanhol conquista o título da Supercopa do Japão; Iniesta há quase três anos no país asiático

Jean Lucas
Jornalista, com passagens por Bandsports e FOX Sports. Fascinado por contar (e ouvir) histórias. Vive o futebol 48h por dia.

Crédito: (Divulgação/Vissel Kobe)

Um dos maiores jogadores em atividade no futebol (ainda que distante dos principais holofotes), Andrés Iniesta segue fazendo história. Neste sábado (8), no Japão, o meia espanhol conquistou o 37º título da carreira: a Supercopa do Japão. Com o troféu, o experiente jogador se aproximou de Daniel Alves no número de títulos conquistados.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A conquista de Iniesta deste sábado aconteceu na decisão entre o time do meia, o Vissel Kobe, e o Yokohama Marinos. O Vissel Kobe ficou com a taça após disputas de pênaltis, já que as equipes protagonizaram uma emocionante final e empataram em 3×3 com bola rolando. Iniesta foi o jogador que abriu as cobranças entre os atletas do Vissel Kobe.

Com a conquista, o meia de 35 anos chegou ao segundo título vestindo a camisa do clube japonês. Antes, o espanhol foi campeão da Copa do Imperador, que é a copa nacional do futebol do Japão. A conquista de Iniesta o aproximou agora de Daniel Alves.

Os maiores campeões da história do futebol

Iniesta está a três títulos de igualar o recorde de Daniel Alves, dono de 40 troféus na carreira. Mesmo que ainda possa não alcançar o recorde do ex-companheiro de Barcelona, Iniesta já tem a marca de ser o segundo jogador com mais títulos oficiais na história do futebol. Pelé também tem 37, mas são 30 oficiais.

O ranking dos maiores campeões 

1º – Daniel Alves, 40 títulos

2° – Pelé e Iniesta, 37

3º – Giggs, Maxwell e Piqué, 35

LEIA MAIS

Jornal revela os maiores salários do futebol francês, e Neymar lidera a lista com mais R$ 14 milhões por mês e bem mais que Mbappé

Everaldo Marques chora em despedida da ESPN Brasil e colegas lamentam: “Sentimento de tristeza”