Manchester City pede indenização à Uefa, afirmando que houve vazamentos ilegais de informações sobre Fair Play Financeiro

Clube diz que entidade não poderia ter divulgado informações

Zeca Amorim
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução internet

O Manchester City diz que vai pedir  uma indenização a UEFA, por considerar que os vazamentos sobre o Fair Play Financeiro do clube foram ilegais.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Segundo a BBC, o time inglês alega que a forma como foi divulgada na imprensa a investigação da entidade sobre possíveis alterações no Fair Play Financeiro do clube, não foi de forma legal.

DAZN agora custa menos de R$1,00 por dia e o primeiro mês é grátis! Assine já!

Sendo assim, conforme informou ainda  a BBC, o Manchester City pede uma indenização a Uefa, por tudo que ocorreu, e ainda a suspensão da investigação. No entanto, a entidade, não considerou os pedidos do clube inglês.

E ainda o Tribunal de Arbitragem do Esporte (TAS, na sigla em inglês), negou o pedido. Mas mesmo assim considerou que os vazamentos relatados pelo Manchester são “preocupantes”.

Assim sendo, as investigações continuam, e se for provado, que realmente o time não respeitou o Fair Play Financeiro, o Manchester City pode até ficar fora das competições europeias, por um ano ou mais.

Dessa forma, a preocupação claro é muito grande dentro do clube, pois a punição é severa, e pode prejudicar bastante o time britânico, que se movimenta bastante para que isso não aconteça.

Clube já foi multado

Em 2014, o City foi  multado eme 60 milhões de euros por burlar as regras. Além disso, o clube também foi proibido pela Uefa de inscrever 25 jogadores na Liga dos Campeões na temporada seguinte. Com isso, o time teve que participar  da competição naquela temporada, com apenas 21 jogadores.


LEIA MAIS:

Vai jogar? Neymar é dúvida para jogo da Champions League e causa angústia no PSG, diz jornal

Ex-Real Madrid recebe alta após quarentena forçada por coronavírus: “só quero abraçar minha família”

Eliminação prece gera rombo milionário no orçamento do Corinthians; saiba detalhes