Marc Marquez demonstra preocupação com pré-temporada da Honda

Marc Marquez bateu na última bateria de pré-temporada e confessou estar preocupado com o atual desempenho com a moto da Honda para 2020

Fabrício Carvalho
Colaborador desde 2015 com matérias e artigos nas editorias Games (E-sports), Esportes Americanos, Automobilismo e Futebol.

Crédito: marcmarquez93 (Instagram)

O desempenho da Honda durante a última bateria de pré-temporada da MotoGP 2020 foi bem abaixo do esperado. O piloto Marc Marquez expressou sua preocupação com o resultado negativo.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A nova moto RC213V da Honda não rendeu o esperado e acabou ficando fora das 10 melhores motos da pré-temporada em rendimento. Marquez teve um acidente forte que acabou por destruir sua moto.

“Com certeza estou preocupado porque desejo ser o mais rápido em todas as voltas de todos os circuitos. Mas o que temos aqui é o fato de que nesta pista devemos estar preocupados.”

“Tivemos alguns problemas que estão nos fazendo tentar analisar fora do usual porque, todos os pilotos da Honda estão enfrentando os mesmos contratempos.”

Marc Marquez citou por exemplo o desempenho de Cal Cruthchlow, que também reclamou da moto e disse que parecia um “amador” na pista diante dos adversários.

“Cruthchlow é um piloto rápido aqui, mas também está tendo bastante dificuldade neste ano. Ele inclusive bateu. Nós temos que tentar analisar com cuidado porque não é algo que se possa resolver de um dia para o outro, então tentaremos passo a passo.”

Por fim, o atual campeão da MotoGP afirmou que a equipe deve conseguir se acertar durante o resto da temporada.

Na última bateria de testes, Fabio Quartararo terminou com o melhor tempo do domingo (23) no Catar com 1:54.038. Alex Rins e Maverick Vinales completaram a lista dos três melhores.

Dos dez melhores deste domingo (23), quatro motos foram da Yamaha.

Produzido com informações do Motorsport

LEIA MAIS

Honda não garante participação na Fórmula 1 após 2021 e diz que Fórmula E interessa

Ricciardo diz “tirar o chapéu” para Mercedes por criação do DAS

Hulkenberg não descarta Vettel na briga pelo título de 2020 da Fórmula 1: “Ele sempre pode voltar forte”