McLaren apresenta novo carro para a temporada de 2020 da Fórmula 1

Equipe britânica lançou o MCL 35, um carro mais azul, compintura fosca e bico fino; missão é seguir entre as melhores

Samuel de Brito
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/McLaren

A McLaren conseguiu um verdadeiro feito em 2019 ao alcançar o quarto lugar no Mundial de Construtores, surpreendendo a todos. Para 2020, a meta é se manter entre as melhores depois do top-3, composto por Mercedes, Ferrari e Red Bull Racing. E para cumprir, a equipe já tem um novo carro, apresentado nesta quinta-feira (13): o MCL35.

Visualmente, a lateral ganhou mais detalhes em azul, na tampa das entradas laterais de ar e na região da entrada de ar superior, acima da cabeça do piloto. Os triângulos e hexágonos, presentes em 2019, não foram mantidos. O carro da equipe tem cores foscas, como modelo da Red Bull nos últimos anos. O bico do carro é mais estreito em relação
ao do ano passado, o que também modifica a aerodinâmica, uma solução utilizada também pela Red Bull.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Recepção dos pilotos da McLaren

O carro agradou os pilotos Carlos Sainz Jr e Lando Norris, da McLaren. Sainz, dono do único pódio da equipe nos últimos cinco anos, ressaltou as melhoras que a equipe busca. Para o piloto, a ideia é sempre melhorar, independente dos resultados anteriores.

“Segui de perto a construção do MCL35 neste inverno, e sei o tamanho do esforço e paixão que colocamos. Muitos podem considerar 2020 como apenas um buraco entre o velho e o novo regulamento, uma mera continuação de 2021. No entanto, na McLaren, nós apertamos o reset depois da bandeira quadriculada em Abu Dhabi e trabalhamos muito duro para melhorar cada detalhe do nosso carro”, disse.

O mais descontraído, Lando Norris, arrancou risos da plateia ao ir até a fábrica da McLaren: “Fui eu que desenhei tudo! O carro é uma base do que fizemos no ano passado. Todos os comentários e discussões que tivemos entre nós pilotos foram colocadas nisso. Tive mais participação nesse carro, é mais o meu bebê!”.

E os chefes?

O chefe de equipe, Zak Brown, aposta na continuidade do trabalho realizado em 2019. “Estamos só começando nossa trajetória rumo ao pelotão dianteiro. Muito do crédito vai para nossos pilotos. É um bom ambiente, também com uma boa equipe. O Andreas (Seidl) merece crédito por isso, não consigo pensar em alguém melhor para conduzir uma equipe de F1. São momentos empolgantes na McLaren”, comentou.

A reestruturação da equipe, promovida por Zak Brown, teve como grande destaque a chegada de Andreas Seidl, para comandar a equipe técnica. Alguns já chegaram a cogitar que seria possível brigar com o top-3, mas a equipe ainda acha que as brigas por vitórias ainda levam um caminho maior.

“Não podemos nos deixar levar. Esse ano é um reset para a equipe, nós e todo mundo no pit-lane vamos voltar ao zero. Todos estão trabalhando pesado. Estou feliz com o que vi do desenvolvimento do carro durante o inverno. Podemos ter algum otimismo, mas também com algum realismo”, relatou Seidl.

LEIA MAIS