Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Temos um novo Fenômeno? Jovem Haaland ofusca Neymar e brilha na vitória do Borussia Dortmund sobre o PSG

Sensação norueguesa marcou os dois gols da vitória da sua equipe sobre o Paris Saint-Germain em jogo válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões; Neymar tenta, balança as redes, mas não consegue sair da forte marcação do Borussia Dortmund

Luiz Ferreira
Produtor executivo da equipe de esportes da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, jornalista e radialista formado pela ECO/UFRJ, operador de áudio, sonoplasta e grande amante de esportes, Rock and Roll e um belo papo de boteco.

Crédito: Reprodução / Facebook / UEFA Champions League

Dez gols marcados em apenas sete partidas na Liga dos Campeões da UEFA. E isso com apenas 19 anos e um mundo inteiro pela frente. Numa noite que todos nós esperávamos que o nome de Neymar fosse tomar conta das manchetes da imprensa esportiva, um garoto norueguês apareceu, roubou a cena e provocou um verdadeiro furacão dentro de campo (e na defesa do Paris Saint-Germain também). Guardem bem o nome de Erling Haaland. O camisa 17 do Borussia Dortmund não só marcou os dois gols da sua equipe na vitória por 2 a 1 sobre o PSG como assumiu a artilharia da competição junto com o polonês Lewandowski. A partida também premiou a ousadia do técnico Lucien Favre e puniu a cautela exagerada de Thomas Tuchel.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

É bom que se diga que o estilo de jogo do Borussia Dortmund favorece (e muito) o futebol de Haaland. Não só pela alta velocidade nos contra-ataques e com vários jogadores pisando na área ofensiva, mas pelo conjunto da obra. Assim como seu adversário, o PSG também entrou em campo organizado numa espécie de 3-4-3 (ou 3-4-2-1 se formos desdobrar em quatro linhas). No entanto, a equipe francesa acabou mostrando muitas dificuldades para construir as suas jogadas de ataque. Neymar tentava abrir espaços e recuava até Verratti e Gueye, mas isolava Mbappé (que jogou no comando de ataque) e Di María. Já o Borussia abusava da intensidade nas transições sempre que recuperava a bola. As jogadas eram sempre verticais e rápidas.

Paris Saint-Germain vs Borussia Dortmund - Football tactics and formations

Borussia Dortmund e PSG entraram em campo armados num 3-4-3 bem definido, mas com estilos bem distintos de pensar o jogo. A equipe alemã buscava o jogo mais vertical sempre com muita velocidade. Já o escrete parisiense sofria com a boa marcação do adversário e via Mbappé e Neymar serem encaixotados por Piszczek, Hummels e Hakimi.

Mas o “fenômeno” Haaland só daria as caras no segundo tempo. O nível de intensidade caiu um pouco, mas o Borussia Dortmund não diminuiu o ritmo e seguiu explorando os contra-ataques em altíssima velocidade. E o primeiro gol da equipe aurinegra nasceu justamente desse estilo mais vertical e direto: Hakimi cruzou da direita, Guerreiro tentou o chute, mas a bola bateu em Haaland (que estava em posição legal). O jovem norueguês protegeu a bola e mandou para as redes sem chances para Keylor Navas. Vale destacar aqui que o Borussia transpirava intensidade e entrega conseguia conter um Paris Saint-Germain de mais talentos individuais, mas que pressionava muito pouco na marcação. O sistema defensivo ainda dava muita grande dor de cabeça para Thomas Tuchel.

Neymar empataria o jogo poucos minutos depois numa das únicas boas jogadas de Mbappé no comando de ataque. Mas a apatia do PSG seria fatal. Ainda mais com Haaland em ponto de bala e doido para roubar a cena diante da fanática torcida do Borussia Dortmund. Aos 33 minutos da segunda etapa, Giovanni Reyna (filho de Claudio Reyna, jogador norte-americano que disputou a Copa do Mundo de 1994 no lendário time de Lalas, Tony Meola e Tab Ramos) acionou o camisa 17 em contra-ataque rápido. Sem ser pressionado por nenhum jogador adversário, Haaland ajeitou o corpo e mandou um verdadeiro petardo no ângulo de Navas no melhor estilo Adriano Imperador na Copa América de 2004. O PSG tentou ameaçar em jogadas que sempre passavam por Neymar, mas o placar não sofreu modificações.

Borussia Dortmund vs Paris Saint-Germain - Football tactics and formations

As duas equipes não modificaram seus desenhos táticos, mas o Borussia Dortmund seguiu melhor em campo e construiu a vitória com grande atuação da estrela Haaland. O PSG tentou igualar o marcador, mas a atuação coletiva da equipe parisiense ficou muito abaixo do nível exigido na partida.

A lentidão nas transições ofensivas e a apatia do time do PSG foram os grandes trunfos do Borussia Dortmund num jogo que colocou o jovem Haaland como candidato a grande estrela do futebol mundial num futuro bem próximo. É bem verdade que Thomas Tuchel colaborou ao manter Icardi e Cavani no banco de reservas e insistir num esquema tático que isolou Neymar na criação das jogadas e deixou Mbappé completamente encaixotado na defesa adversária. Mas nem isso tira o mérito da equipe alemã e diminui a grande atuação do jovem norueguês na partida. A vantagem é pequena, mas considerável para o jogo de volta. Ainda mais quando já se sabe que Verratti e Meunier estão são desfalques certos de Thomas Tuchel.

Ainda é muito cedo para se cravar qualquer coisa sobre Haaland. O que se sabe é que o jovem norueguês está no caminho certo para se transformar num dos grandes nomes do futebol mundial muito em breve. Afinal de contas, como não se empolgar com um atleta de 19 anos que já bateu tantos recordes em tão pouco tempo? Será que estamos diante de um novo Fenômeno?

LEIA MAIS:

Borussia Dortmund 2 x 1 PSG: assista aos melhores momentos da Liga dos Campeões

Haaland faz história, marca dois contra PSG e afirma: “Foi uma noite fantástica”