Philip Rivers e Chargers encerram parceira de 16 anos e jogador fica livre no mercado

Após 16 anos e mudança de San Diego para Los Angeles, Philip Rivers não voltará para os Chargers em 2020. Temporada anterior foi fundamental para decisão

Luis Feitosa
Jornalista graduado e amante de futebol e futebol americano

Crédito: Reprodução/Twitter Chargers

A temporada de 2020 será histórica para o Los Angeles Chargers. Pela primeira vez nos últimos 16 anos, a equipe não terá Philip Rivers como quarterback titular da franquia. Ambas as partes se reuniram nesta segunda-feira para a rescisão e agora o camisa 17 será agente livre e pode assinar com qualquer outra equipe.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

A temporada de Philip Rivers voltou a ser de baixo rendimento após três temporadas consecutivas levando a equipes aos playoffs. Com a segunda temporada com maior interceptações, 20, e a terceira com menos touchdowns conseguidos, 23, Rivers sentiu o peso da idade. Aos 38 anos de idade, o camisa 17 tem pouca mobilidade e já não consegue imprimir a força no braço como nos primeiros anos da carreira. Em 228 jogos da carreira foram 59271 jardas passadas, 397 TD’s e 198 interceptações.

“Em tudo o que você faz, são as pessoas com quem o fazem que o tornam especial. Existem tantos relacionamentos e memórias com treinadores, equipe de suporte e colegas de equipe que durarão para sempre, e por isso estou muito agradecido”, disse Philip Rivers ao site oficial da equipe.

general manager dos Chargers, Tom Telesco, agradeceu à Philip por todo o tempo dedicado a equipe e disse que esse foi o momento certo para a decisão mútua. Apesar de chegar aos 38 anos, o quarterback ainda pode ser útil para Telesco.

“Eu disse antes que Philip ainda pode competir em um nível superior e, em um mundo perfeito, o número 17 é o seu quarterback para sempre. Obviamente, vivemos em um mundo imperfeito, onde a única constante é a mudança. Acho que o tremendo Philip é tremendo”, disse Telesco.

A saída de Philip Rivers também chega em um momento de renovação da liga. Com Tom Brady e Drew Brees não sabendo se voltam para 2020 e Eli Manning se aposentando, o período de negociação poderá ser duro para o camisa 17 e o jogador deve se aposentar caso não encontre uma equipe.

LEIA MAIS:

Ativista cristão quer indenização trilionária da NFL por show de Shakira e Jennifer Lopez no Super Bowl