Van Persie relembra vitória da Holanda na Copa de 2010: “O Brasil era melhor…Tivemos um pouco de sorte”

Após sair na frente do placar, seleção brasileira sofreu virada da Holanda e deixou a Copa da África nas quartas de final

Adriano Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/ Facebook Robin van Persie

Brasil e Holanda se enfrentaram na sexta-feira, dia 2 de julho, no estádio Nelson Mandela Bay, em Port Elizabeth, pelas quartas de final da Copa do Mundo da África de 2010, e os holandedes venceram, de virada, pelo placar de 2 x 1.

As duas seleções eram apontadas como favoritas para conquistar o título desde o início da competição. Escolas tradicionais do futebol em nível mundial, o Brasil de Kaká e Luis Fabiano e a Holanda de Robben e Van Persie chegaram invictos à fase de quartas de final.

DAZN agora custa menos de R$1,00 por dia e o primeiro mês é grátis! Assine já!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

O time brasileiro saiu na frente com gol de Robinho aos nove minutos do primeiro tempo, após lançamento de Felipe Melo e finalização certeira na saída do goleiro holandês Stekelenburg. O mesmo atacante já havia balançado as redes dois minutos antes, mas o árbitro japonês Yuichi Nishimura assinalou impedimento de Daniel Alves na trama da jogada.

Com a vantagem, a equipe do técnico Dunga recuou e passou a controlar o jogo atuando nos contra-ataques. Porém, no segundo tempo, a seleção holandesa voltou mais ofensiva e chegou ao empate aos sete minutos após cruzamento de Robben e gol contra em desvio de cabeça de Felipe Melo. Quinze minutos depois, Sneijder também de cabeça fez o gol da virada em cobrança de escanteio.

O volante Felipe Melo, além de marcar contra, ainda foi expulso de campo após cometer falta em Robben e, na sequência, pisar no meia holandês. Sem controle emocional, os brasileiros acabaram sendo derrotados e foram eliminados da Copa da África.

Robin van Persie, que nesta partida foi substituído por Huntelaar, relembrou a vitória holandesa e disse que “sua seleção teve um pouco de sorte” diante de um Brasil que, na sua opinião, era superior. O atacante, que disputou 102 jogos e marcou 50 gols pela seleção da Holanda, encerrou a carreira em maio do ano passado. Assista ao vídeo:

LEIA MAIS

DAZN adquire transmissão exclusiva em inglês para BLAST Premier

Como era o mundo quando Messi assinou seu primeiro contrato profissional?

Fluminense x Unión La Calera: saiba as rádios que transmitirão o jogo da Copa Sul-Americana AO VIVO