5 atletas que foram infectados e desmentem Bolsonaro

Em pronunciamento, Bolsonaro afirmou que com seu histórico de atleta a contaminação do coronavírus não passaria de uma gripezinha, mas casos mostram que não é bem assim

Eduardo Suguiyama
Eduardo Suguiyama é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado).

Crédito: Reprodução/Facebook Milan

A pandemia do novo coronavírus já matou mais de 20 mil pessoas ao redor do mundo e vai se aproximando de 50 vítimas no Brasil. Apesar de apresentar mais risco para um específico grupo, o de idosos e portadores de outras doenças, todos estão sujeitos ao vírus sendo atleta de alta performance ou não. Diante disso, separamos cinco atletas que pegaram o vírus e ‘desmentiram’ a fala de Bolsonaro.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Na noite de ontem, o presidente da República, Jair Bolsonaro contrariou o que dizem as principais autoridades sanitárias no mundo e usou seu histórico de atleta para justificar. “No meu caso particular, pelo meu histórico de atleta, caso fosse contaminado, não precisaria me preocupar. Eu nada sentiria, ou seria acometido por uma gripezinha ou resfriadinho”.

Mas não é bem assim, até os atletas de alto rendimento foram contaminados e sentiram a força do vírus. Veja cinco exemplos abaixo.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

1 – Paolo Maldini (Futebol)

Um dos melhores zagueiros do mundo, ídolo na Itália e no Milan, o ex-atleta falou sobre o vírus e mostrou-se bastante receoso: “Como todos os atletas, eu conheço meu corpo. As dores são particularmente fortes, sentimos um aperto no peito. É um novo vírus, as lutas físicas contra um inimigo que não se conhece”.

2 – Cameron van der Burgh (Natação)

o sul-africano que foi campeão olímpico em Londres-2012 e a prata no Rio-2016 também foi contaminado pelo coronavírus e definiu a doença como a pior que já enfrentou. “Venho lutando contra o Covid-19 há 14 dias. Foi o pior vírus que já sofri, apesar de ser uma pessoa saudável com pulmões fortes (sem fumar e praticar esportes a vida toda), ser jovem e ter uma maneira de vida saudável”.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

3 – Rudy Gobert (Basquete)

O primeiro jogador da NBA a testar positivo para a COVID-19, o atleta relatou incômodo com o vírus: “Só para atualizar a vocês, as perdas de olfato e paladar são definitivamente sintomas, não consigo sentir o cheiro de nada há quatro dias. Alguém experimentando a mesma coisa?”

4 – Earvin Ngapeth (Vôlei)

O astro da seleção francesa de vôlei que joga pelo Kazan (Rússia) também anunciou a contaminação pelo coronavírus. O atleta não teve dias fáceis, pelo contrário, acabou sendo internado. “Já deixei para trás o mais difícil. Passei três dias complicados, mas agora acabou, vou deixar o hospital em uma semana”.

5 – Kevin Durant (Basquete)

Nem um dos principais astros da NBA, atual jogador do Brooklyn Nets, bicampeão da liga e MVP (jogador mais valioso) de 2014, não escapou da doença e fez alerta para seus fãs: “Tenham cuidado, se cuidem e fiquem em quarentena. Nós vamos conseguir passar por isso”.

Veja a lista de atletas de alto rendimento que testaram positivo para o coronavírus:

FUTEBOL: Danielle Rugani, Blaise Matuidi, Paulo Dybala, Manolo Gabbiadini, Omar Calley, Albin Ekdal, Antonino La Gumina, Morten Thorsby, Fabio Depaoli, Bartosz Bereszynsky, Dusan Vlahovic, Patrick Cutrone e German Pezella, Ezequiel GarayEliaquim Mangala, Callum Hudson-Odoi, Timo Hubers, Luca Kilian, Dori, Arteta.

BASQUETE: Kevin Durant, Rudy Gobert, Donovan MitchellMarcus Smart, Christian Wood, Trey Thompkins, Maique Tavares de Oliveira.

VOLÊI: Zenit Kazan e Earvin Ngapeth

LEIA MAIS