Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

6 jogadores que não tão bons, mas que batem pênaltis como ninguém

Na arte da bola na marca da cal, esses mandavam bem

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Cesar Greco/ Ag Palmeiras/ Divulgação

Nem sempre é necessário um craque da bola para ser um artilheiro nato, um conhecedor da grande área e um fazer de gols. Mas e em relação aos pênaltis? Sequer é preciso ser um grande atacante. O necessário é saber o tempo correto de bater na bola, o deslocamento do goleiro e ter a tranquilidade mental.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Veja abaixo 6 jogadores que não eram craques, mas que batiam pênaltis como ninguém:

Renaldo
Aposentado desde 2013, Renaldo é um dos grandes cobradores de pênaltis da história do futebol brasileiro. Ex-Atlético-MG e Paraná Clube, garante que perdeu apenas duas vezes em quase 25 anos de futebol profissional. É difícil lembrar do atacante errando cobranças.

Henrique Dourado
Com passagens por Palmeiras, Fluminense, Flamengo, entre outros, Henrique Dourado, que atualmente está no futebol chinês, já entrou em estudos como um dos maiores batedores de pênaltis do mundo. Tem uma técnica apurada no quesito, mesmo não sendo tão técnico assim com a bola nos pés.

Ricardo Rodríguez
O lateral suíço Ricardo Rodríguez é um dos jogadores menos lembrados, mas que pouco perde pênaltis. Atuou no Wolfsburg, no Milan, e sempre assumiu a responsabilidade nas cobranças. É o primeiro defensor a aparecer na lista. Atualmente joga no PSV.

Max Kruse
O atacante alemão é mais um pouco lembrado, mas tem uma das melhores sequências de batidas de pênaltis da Europa. Já chegou a ultrapassar o número de 30 vezes seguidas sem perder um pênalti e dificilmente entrega a bola próxima ao goleiro. Ídolo no Werder Bremen, ficou muitos anos na seleção alemã e atualmente defende o Fenerbahçe.

Chicão
Em um Corinthians estrelado de 2009 a 2013, Chicão assumia a responsabilidade muitas vezes e deixava sua marca. Em pênaltis e faltas se tornou o maior zagueiro artilheiro da história do clube e mostrou que sabe e muito bater na bola.

Josef Martínez
O venezuelano tem um dos jeitos mais diferentes de bater pênaltis entre todos os citados e é atualmente um dos melhores no quesito. Revelado pelo Caracas, passou sem sucesso pela Europa e atualmente é titular do Atlanta United, da Major League Soccer (MLS), dos Estados Unidos.

Leia mais:
Celular de Ronaldinho deve ficar mais uma semana em perícia e defesa critica: “prisão arbitrária, ilegal e abusiva”

As melhores notícias de esportes, direto para você