Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Diogo Vítor não comparece aos treinos no Santos B e pode ser dispensado por justa causa

Jogador foi integrado ao time Sub-23 do Santos em janeiro, mas não se apresenta para treinar e não responde às notificações do clube

Adriano Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Santos FC

Sem comparecer aos treinamentos da equipe Sub-23 do Santos e sem responder às notificações enviadas a ele pelo clube, o atacante Diogo Vítor pode ter seu vínculo encerrado junto ao Peixe. O departamento jurídico santista já foi acionado pela diretoria para que seja iniciado um processo de desligamento do jogador por justa causa.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

“Conversamos sobre a demissão na última segunda (16), em reunião do Comitê de Gestão com o presidente (do Santos) José Carlos Peres e o departamento jurídico do clube e estamos trabalhando essa questão internamente”, declarou Matheus Rodrigues, membro do CG, em entrevista à TV Cultura nesta quinta (19).

Diogo Vítor, de 23 anos, foi liberado para voltar a jogar há cerca de quatro meses, depois de cumprir suspensão de um ano e meio afastado dos gramados por uso de cocaína. O atacante, que tem contrato com o Santos até fevereiro de 2021, foi então convocado em janeiro deste ano para integrar o elenco do Santos B, reativado para a disputa do Campeonato Brasileiro de Aspirantes, que começa no mês de maio, e da Copa Paulista, que será realizada no segundo semestre. O jogador, porém, se reapresentou ao clube somente depois de uma semana.

“Desde janeiro enviamos notificações formais e outras informais sobre as ausências para o atleta que, na última vez em que compareceu ao clube, pediu um novo prazo de afastamento para cuidar de um problema familiar envolvendo o filho dele. Porém, depois disso, não retornou mais (…) É muito provável que tenha esse desfecho (desligamento). Não temos respostas e o clube precisa tomar uma decisão”, disse Matheus Rodrigues. E completou:

“Demos todas as chances possíveis, foram muitas oportunidades e conversas. Ele (Diogo Vítor) é uma grande pessoa, mas infelizmente tem que estar focado, porque do contrário não tem como”.

LEIA MAIS

Novela Robinho, quarentena e mais notícias do Santos nesta quinta-feira (19)

Pelé se previne contra o coronavírus e fica em isolamento; “Rei do futebol” está com 79 anos

Presidente do Santos apresenta projeto ao Conselho Deliberativo para mudar escudo do clube em homenagem a Pelé