Dirigente da RBR diz acreditar ter sido contaminado pelo Coronavírus: “Resfriado forte”

Helmut Marko afirmou que mesmo pessoas mais velhas tem chances de sobreviver ao caos instaurado pela pandemia

Brendo Romano
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação

A Formula 1 segue parada devido ao Coronavírus. Até agora, dois profissionais testaram positivos para doença – um membro da McLaren e um funcionário da Pirelli. Porém, Helmut Marko, dirigente da RBR, afirma ter sido infectado pela doença mesmo sem ter diagnóstico oficial.

Segundo Marko, em entrevista ao F1 Inside, ele contraiu uma gripe forte que durou cerca de dez dias. De acordo com o dirigente, eram claramente os sintomas da Covid-19. Apesar da suspeita da doença da pandemia, não alterou sua rotina e seguiu normalmente para Melbourne, na Austrália.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

“Em meados de fevereiro, eu tive um resfriado forte, com muita tosse. A situação durou dez dias, mas pareceu mais. Olhando agora, eu tenho certeza que peguei o Coronavírus na época. No voo de volta da Austrália, paramos em Dubai e todo mundo estava tossindo. Ali eu já estava infectado”, afirmou.

Aos 76 anos, ele faz parte do chamado “grupo de risco”. Entretanto, o dirigente acredita que pessoas idosas como ele podem sobreviver ao vírus. Além disso, Marko pediu que as pessoas passem a lidar com a pandemia de forma racional e sem pânico.

“Se até pessoas velhas como eu podem sobreviver ao vírus, acho que é importante menos pânico para lidar de forma mais racional com a situação”, disse.

Marko não adotou as medidas da OMS em casos de Coronavírus

Entretanto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o isolamento social para evitar o contágio e conter o avanço da pandemia. O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, falou sobre as medidas de contenção e pediu apoio de todos. Marko, por exemplo, ao seguir a rotina, não as seguiu.

“Temos que fazer tudo para controlar esse vírus. É uma responsabilidade de todos, especialmente das lideranças políticas. As comunidades precisam se mobilizar para fazer a coisa certa e controlar essa pandemia”, disse.

LEIA MAIS: 

Para dirigente da Red Bull, Vettel não está mais entre os melhores pilotos da F1

Consultor da Red Bull esquece Ferrari e coloca Mercedes como principal rival em 2020