Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Leandrinho tem suspeita de coronavírus, fica em quarentena e acompanha nascimento da filha pelo celular

Atualmente jogando pelo Minas, Leandrinho é pai pela terceira vez em sua vida

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles

Crédito: Foto: Reprodução/Instagram

Leandrinho, astro do basquete brasileiro, está com suspeita de coronavírus e teve que acompanhar o nascimento de sua filha pelo celular. O ala-armador de 37 anos, que atualmente defende o Minas, ficou em quarentena por conta dos sintomas da pandemia que assola o mundo e assistiu a chegada de Isabela apenas no mundo virtual. A menina, fruto do casamento com a top internacional Talita Rocca, nasceu em São Paulo, no último domingo (22), e ainda não teve contato físico com o pai.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Ela é a terceira filha de Leandrinho, sendo apenas a primeira do atual casamento do jogador, que se casou com Talica Rocca em junho de 2019, em São Sebastião. O atleta é pai também de Lara e Alícia.

Com o surto se espalhando pelo mundo, o ala-armador teve sintomas de coronavírus na última semana e foi atendido. O Minas, clube do jogador, aguarda exames para saber a situação de Leandrinho. Vale ressaltar que a Liga Nacional de Basquete foi paralisada, assim como outras competições esportivas, por causa do COVID-19.

Com 37 anos, ele tem uma trajetória vitoriosa no basquete internacional. Além de sucesso em solo nacional, onde atuou por Palmeiras, Franca, Flamengo, Pinheiros e Minas, Leandrinho teve impacto também na NBA, jogando por Phoenix Suns, Toronto Raptors, Indiana Pacers, Boston Celtics e Golden State Warriors, franquia no qual foi campeão ao lado de Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green.

LEIA MAIS:

Conor McGregor pede união no combate ao coronavírus