Home Outros Esportes MLB: Jogadores compram 400 pizzas para funcionários de hospital

MLB: Jogadores compram 400 pizzas para funcionários de hospital

Visando ajudar as empresas locais e principalmente os hospitais de Pittsburgh, jogadores dos Pirates vem realizando ações desde a paralisação da MLB

Matheus Ornellas
Colaborador do Torcedores.com que cobre os esportes americanos.

Na última segunda-feira (23), jogadores do Pittsburgh Pirates, time da Major League Baseball (MLB), fizeram uma grande ação social para a cidade. Atletas e dirigentes tem sido muito presentes com a comunidade da franquia. Visando apoiar os médicos de hospitais locais, que estão sobrecarregados com os casos de coronavírus e os pequenos negócios, que podem ser os principais atingidos e prejudicados pelo distanciamento social, eles pensaram em uma forma de ajudar. Com ajuda de funcionários da MLB dos Pirates, eles compraram mais de 400 pizzas em restaurantes locais.

PUBLICIDADE

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Paralisação da MLB e ajuda a comunidade

Desde o cancelamento da pré-temporada (Spring Trainning) e adiamento da temporada regular, os jogadores e franquias tem tentado se manter ativos com a comunidade do beisebol. Os Pirates inclusive já protagonizaram uma ação no último sábado. O dono da franquia , junto com funcionários da equipe, distribuíram alimentos e kits e de comida. Agora, a ação foi pensada em ajudar os hospitais locais, além dos pequenos negócios da regiam de Pittsburgh.

“Podemos não estar em Pittsburgh agora. E não estamos tendo a chance de jogar em frente dos nossos fãs, mas precismos tratar essa cidade como merece. Eles são como nossa segunda família e nunca fizeram nada que não fosse nos apoiar”, declarou Jameson Taillon. Ele seguiu: “Nos estamos sabendo de comércios e empresas pequenas que estão sendo arrasados. Isso nos incomoda muito, pois são os principais afetados pela crise.”

PUBLICIDADE

Ele ainda falou sobre as atuações condições dos hospitais e do esforço de todos os médicos e funcionários. “Só podemos imaginar o que os funcionários estão encarando na linha de frente dos hospitais. Fazendo horas extras, turnos a mais e se expondo a toda a situação”, lamentou.

LEIA MAIS

PUBLICIDADE
18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial