Neto comenta prisão de Ronaldinho Gaúcho: “Parabéns à polícia do Paraguai”

Apresentador falou sobre a prisão do brasileiro no Os Donos da Bola desta terça-feira

Rogério Araujo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Band

Neto comentou sobre a prisão do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e de seu irmão Assis, no Paraguai. Os dois brasileiros foram presos por uso de passaportes adulterados no país.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Durante o programa Os Donos da Bola desta terça-feira (10), o apresentador da Band parabenizou a polícia paraguaia e disse que não está com pena do ex-jogador.

“Parabéns à polícia do Paraguai. Parabéns a todo mundo lá. Eu tenho um entendimento que é o seguinte: Não é porque eu sou famoso que tenho direito de fazer coisa errada. Não é porque eu sou famoso que eu tenho o direito de entrar na frente dos outros na fila do banco. (…) O Ronaldinho Gaúcho sabia muito bem o que ele estava fazendo, e aí a Justiça que tem que saber”, afirmou Neto.

“Não pode mais um país como o nosso achar que, por ser celebridade, você pode fazer as coisas. Vai julgar, vai fazer o que tem que fazer, se estava certo, estava errado, o que aconteceu… Ele que tem que provar”, completou.

“Agora, um cara como o Ronaldinho Gaúcho, um monstro, um dos maiores jogadores da história que eu vi, vai entrar no Paraguai com passaporte do Paraguai, adulterado… Pô, você está de brincadeira? Está brincando comigo, Ronaldinho? (…) Não dá para defender. Ele com os advogados que façam o que têm que fazer. “Eu fico extremamente triste com isso do Ronaldinho Gaúcho, mas não tenho pena”, concluiu o ex-jogador.

Nesta terça, a Justiça do Paraguai negou o pedido da defesa dos dois irmãos para trocar a prisão preventiva para prisão domiciliar.

LEIA MAIS: