Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ídolos na gringa: 8 brasileiros que fizeram história em times da Europa e você não conhece

Evaristo de Macedo se tornou ídolo no Barcelona mesmo tendo jogado no Real Madrid. Outros brasileiros também fizeram história no futebol europeu

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Divulgação

Nos últimos anos, diversas promessas do futebol brasileiro revelam que seus sonhos é chegar nos grandes clubes da Europa. E quando alcançam, poucos conseguem fazer história nas equipes de alcance mundial. Porém, outros se tornam ídolos nesses países e os brasileiros acabam nem conhecendo.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Aniversariante nesta sexta-feira (17), o ex-lateral-esquerdo Dedê está em uma lista seleta de grandes jogadores que se tornaram ídolos na Europa. Pensando nisso, o TORCEDORES decidiu fazer uma pequena listagem de atletas que entraram para a história de alguns clubes do Velho Continente, mas são pouco conhecidos no Brasil.

Dedê

O aniversariante do dia fez história no Borussia Dortmund ao passar por 13 temporadas com a camisa amarela da Alemanha. Destaque do Atlético Mineiro em 1998, o lateral-esquerdo logo se transferiu para o time alemão, conquistando dois torneios nacionais.

Seu tamanho na história do clube de Dortmund ficou ainda mais claro na sua despedida. Em jogo festivo, Dedê levou mais de 80 mil torcedores ao estádio Signal Iduna Park em 2015. Vale lembrar que o brasileiro foi eleito o melhor jogador da equipe em suas duas primeiras temporadas no país, mas saiu da equipe em 2011, quatro anos antes do amistoso comemorativo de aposentadoria.

Evaristo de Macedo

Apesar de ter jogado no Flamengo em duas passagens e treinado equipes nacionais neste século, o ex-atacante se tornou ídolo mesmo foi na Espanha. Por cinco anos, Evaristo de Macedo fez história jogando no Barcelona, com mais de 150 partidas e 100 gols entre 1957 e 1962. Depois disso, se tornou jogador do Real Madrid por três temporadas, mas não teve o mesmo brilho.

Leivinha

Considerado um dos maiores ídolos do Palmeiras, Leivinha deixou a Academia de Ademir da Guia no Brasil para se tornar ídolo no Atlético de Madrid. Com dribles característicos, o brasileiro foi peça importante para o treinador Luis Aragonés na conquista do título espanhol de 1976.

Mauro Silva

Com quase 500 jogos pelo Deportivo La Coruña, o ex-volante, campeão do mundo em 1994, se tornou mais ídolo na Europa do que no Brasil. Ao lado dos brasileiros Djalminha, Flávio Conceição e Donato, Mauro Silva conquistou o único título do Campeonato Espanhol na história do clube.

Jair da Costa

A Inter de Milão já teve diversos jogadores brasileiros de destaque recentemente. Bem antes de Lúcio, Júlio César, Adriano Imperador e Maicon, um outro atleta fazia história na equipe italiana. Jair da Costa conquistou uma Liga dos Campeões balançando as redes na final contra a Benfica. Ele jogou na equipe em duas passagens em meio ao título da Copa do Mundo de 1962 com a seleção brasileira.

Élber

Um dos jogadores que construíram a sua carreira na Europa foi o ex-atacante Élber. Apesar de ter jogado no Cruzeiro em 2006, o brasileiro se tornou ídolo do Bayern de Munique por sua passagem de seis anos pelo clube alemão. Em 231 partidas pelo clube bávaro, o jogador marcou 113 gols e conquistou uma Liga dos Campeões e um Mundial de Clubes, ambos em 2000/01. Seu desempenho em campo fez com que ele entrasse para a lista dos “melhores de todos os tempos” da história do time

Jardel

Se o português Jorge Jesus faz sucesso no Brasil atualmente, um jogador nacional se destacou antes no país europeu. Revelado pelo Vasco e campeão com o Grêmio, o ex-atacante Jardel se destacou na Europa jogando quatro anos pelo Porto e outras duas temporadas pelo Sporting, levando 10 conquistas nacionais para o currículo no país.

Aílton

Com uma rápida passagem pelo Internacional em 1995, o ex-atacante só se destacou no futebol alemão. Antes de passar pelo Schalke 04, o brasileiro Aílton se tornou ídolo no Werden Bremen após passar seis anos na equipe entre 1998 e 2004, conquistando a Bundesliga em sua última temporada, levando o prêmio de melhor do Campeonato Alemão e artilheiro com 28 gols naquela edição.

LEIA MAIS:

Deu mole! 10 atletas que foram poucos utilizados em um clube, mas brilham no rival

Aránguiz, Jô e mais: 7 xodós do futebol brasileiro que todo torcedor quer de volta