Edilson analisa momento do Corinthians e afirma: “não podemos isentar a diretoria do fracasso de 2020”

Ex-atacante do Corinthians também criticou decisões do treinador Tiago Nunes e a falta de futebol dos jogadores do elenco atual

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução

O Corinthians chegou nessa interrupção forçada por conta do coronavírus em um cenário de pressão pela falta de resultados. O time foi eliminado na pré-Libertadores e estava em situação bem complicada no Campeonato Paulista. Em entrevista para a “Rádio Transamérica”, Edilson, ex-atacante do Timão, comentou sobre o atual momento do clube, criticando jogadores, treinador e diretoria.

“O conjunto da obra do Corinthians está ruim e ninguém sabe o que vai ser feito.”

Com o meu BMG Corinthians o seu time sempre ganha. Abra sua conta!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Não podemos isentar a diretoria do fracasso de 2020. Ela que dá todas as condições para o treinador trabalhar. Tiago Nunes veio para o Corinthians cheio de promessas de jogadores de alto nível como Rony e Michael e o clube não contratou. A diretoria tem culpa por não ter dado material humano para o Tiago.

O treinador também tem culpa. Sabemos que ele é um excelente treinador, fez um trabalho muito bom no Athletico Paranaense, mas até hoje no Corinthians os critérios dele não têm sido bons. Ele tem falhado em escalações, em mudanças de jogo, em troca de jogadores durante a partida. Isso influencia muito. Ele não fez o Corinthians jogar como nós esperávamos.

Os jogadores também têm culpa. Eles não estão jogando nada. O ataque não está produzindo nada em 2020. O setor defensivo, que funcionou durante muito e o time tinha de melhor, neste ano também não está funcionando. E Cássio que está na pior fase dele como goleiro do Corinthians.

O conjunto da obra do Corinthians está ruim e ninguém sabe o que vai ser feito”, declarou Edilson.

Paralisação benéfica para o treinador do Corinthians

Para Edilson a pausa nos campeonatos pode ter sido vital para a permanência do treinador no clube. O ex-atacante acredita que o técnico já poderia ter demitido pela diretoria.

“A paralisação do coronavírus foi boa para Tiago Nunes. Ele estava correndo risco de ser eliminado do Campeonato Paulista e seu emprego estava correndo um grande risco. E tem muita gente esperando essa oportunidade para ser treinador do Corinthians”, finalizou.

LEIA MAIS:

Marcelinho Carioca critica trabalho de Tiago Nunes no Corinthians e dispara: “Jogadores não estão contentes”

Corinthians: Em entrevista, Pedrinho rebate declaração de Jorge Jesus