Pato diz que não foi bem recebido no elenco do Corinthians: “Esperaram o primeiro deslize para me pegar”

Atacante do São Paulo relembrou pênalti perdido contra Dida que eliminou o Corinthians na Copa do Brasil em 2013

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Hoje no São Paulo, o atacante Alexandre Pato relembrou um dos episódios mais tristes de sua carreira, durante o Resenha ESPN, que vai ao ar na noite deste domingo (5). Quando ainda atuava pelo Corinthians, o camisa 7 ex-seleção brasileira bateu um pênalti de cavadinha, perdeu e viu o clube alvinegro ser eliminado para o Grêmio na Copa do Brasil, em 2013.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Pato, porém, destacou que não era querido no grupo. O Corinthians, então comandado por Tite, tinha acabado de fazer história ao vencer a Copa Libertadores e o Mundial de Clubes. O atacante tinha sido a principal contratação do futebol brasileiro e alguns atletas viram isso por um lado negativo, segundo o são-paulino.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“Eu tinha acabado de chegar em um grupo já feito. Tinham acabado de ser campeão da Libertadores, do Mundial. Vejo que cheguei na boa fé, me esforcei, mas acho que não fui bem visto por alguns do grupo, que tinham muita força naquela época”, disse Pato.

O atacante ainda ressaltou que chegou no clube pronto para trabalhar e conquistar a torcida, mas os companheiros de equipe no Corinthians esperam o primeiro erro para detonar o balado jogador. “Eu sempre trabalhei muito, fui muito dedicado. Até então, eu sempre fui indo. Mas era assim, ‘no primeiro deslize que ele der, a gente pega ele’. E foi o que aconteceu. No pênalti contra o Grêmio, que eu não deveria ter batido, mas bati”, ressaltou.

“Eu trabalhei com o Dida no Milan e sabia que pulava muito rápido. Ele é grande, mas chega rapidamente. Vou bater no meio. Só que, naquele momento, tudo o que aconteceu desde a minha chegada foi responsável para que acontecesse tudo aquilo”, concluiu Alexandre Pato.

LEIA MAIS:

Ederson revela pedido de desculpas de Fagner e diz: “Já enfrentei jogadores mais maldosos do que ele”

Pato elege seu time ideal e brinca sobre não estar com Gattuso na quarentena: “É uma pessoa muito nervosa”