Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

“Sem vacina será difícil ter os jogos olímpicos em 2021”, diz presidente da Associação Médica do Japão

O presidente da associação médica, Yoshitake Yokokura, disse que essa é uma opinião pessoal

Edvaldo Mateus da Silva Medeiros
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação / instagram-#japao2020

Uma vacina contra o coronavírus e consequentemente contra a Covid-19 é de fundamental importância para a realização dos jogos olímpicos do Japão em 2021; pelo menos de acordo com a opinião de Yoshitake Yokokura, presidente da Associação Médica do Japão. Nesta terça-feira (28), ele analisou as ferramentas de combate a pandemia que o país têm, e também a decisão de adiar os jogos para 2021.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Minha opinião pessoal é que, se uma vacina eficaz (contra o COVID-19) não tiver sido desenvolvida, será difícil comemorar os Jogos Olímpicos”, disse Yokokura em uma entrevista, em Tóquio.

O presidente é uma das vozes mais respeitadas no Japão, na luta contra a pandemia e também reforçou a necessidade de esforços globais para obter medicamentos contra o vírus.

É importante ressaltar que também nesta terça-feira (28) o presidente das olimpíadas de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, garantiu que se os jogos não forem realizados em 2021 eles seriam totalmente cancelados. Ainda assim, Yoshiro se mostra confiante na realização do maior evento esportivo em 2021. Para ele, é preciso acreditar no trabalho e nos esforços que estão sendo feitos.

Os jogos estavam marcados para iniciar em 24 de julho desse ano e foi remarcado para ter início em 23 de julho de 2021.

LEIA MAIS:

AFA decide encerrar temporada na Argentina, diz jornal

AFA decide encerrar temporada na Argentina, diz jornal

 

Conmebol mantém formato das Eliminatórias e quer Libertadores encerrada no campo

Conmebol mantém formato das Eliminatórias e quer Libertadores encerrada no campo