Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Uefa admite encerramento de ligas por questões de saúde ou econômicas

Entidade esportiva afirmou que prioriza o mérito esportivo, mas cita a importância de manter a saúde de atletas e torcedores

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Reprodução/uefa.com

Em meio à paralisação do esporte mundial por conta da pandemia do coronavírus e sem qualquer data definitiva para que o futebol retorne, a Uefa admitiu que pode decretar o encerramento de alguns campeonatos do futebol europeu.

Em nota oficial publicada nesta quinta-feira (23), a Uefa afirma que prioriza o mérito esportivo. Entretanto, argumenta a importância de manter a saúde de atletas e torcedores. A entidade também cita questões econômicas para optar pelo encerramento antecipado de alguns torneios.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Além disso, explicou que vislumbra dois cenários: os campeonatos voltarem a ser disputados a partir de agosto, ou parte deles serem encerrados.

Esta é a primeira vez que a Uefa admite a possibilidade de alguns torneios nacionais serem encerrados de forma prematura. Apesar disso, se diz otimista em relação ao término das competições.

Veja a seguir as razões apontadas pela Uefa para o encerramento prematuro dos campeonatos nacionais:

  • Existência de uma ordem oficial que proíba eventos esportivos e impeça que as competições domésticas não possam ser concluídas antes de uma data que permita encerrar a temporada atual em tempo hábil antes do início da próxima.

 

  • Problemas econômicos intransponíveis que impossibilitem o término da temporada, pois colocariam em risco a estabilidade financeira de longo prazo da competição e/ou dos clubes nacionais.

Leia também:

Campeonato Espanhol já tem possíveis datas para recomeço, diz presidente da La Liga