Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

WWE anuncia extensa lista de demissão; confira os nomes

Através de nota em seu site oficial, a WWE oficializou a saída de vários lutadores, juízes e membros de sua produção

Diego Lucio Castro de Oliveira
Torcedor do Corinthians, e amante de MMA e Pro-Wrestling. Profissional de TI e futuro jornalista

Crédito: Reprodução/WWE

Parece que a crise bateu em mais uma empresa de Vince McMahon. Depois do cancelamento da temporada da XFL, é a vez da WWE, maior empresa de Pro-Wrestling do mundo, demitir diversos lutadores em um mesmo dia.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Na tarde desta terça(15), a empresa divulgou uma extensa lista em seu site oficial, com os nomes dos lutadores que foram liberados de seus contratos. Entre os mais famosos, o medalhista olímpico e multi-campeão na WWE, Kurt Angle. Atualmente, o ex-lutador fazia parte da equipe de produção dos combates.

Confira a lista completa de lutadores demitidos da WWE:

– Kurt Angle
– Rusev (Miroslav Barnyashev)
– Drake Maverick (James Curtin)
– Zack Ryder (Matthew Cardona)
– Curt Hawkins (Brian Myers)
– Karl Anderson (Chad Allegra)
– Luke Gallows (Drew Hankinson)
– Heath Slater (Heath Miller)
– Eric Young (Jeremy Fritz)
– Rowan (Joseph Ruud)
– Sarah Logan (Sarah Rowe)
– No Way Jose (Levis Valenzuela)
– Mike Kanellis (Mike Bennett)
– Maria Kanellis
– EC3 (Michael Hutter)
– Aiden English (Matthew Rehwoldt)
– Lio Rush (Lionel Green)
– Primo (Edwin Colon)
– Epico (Orlando Colon Nieves)
– Deonna Purazzo (Confirmou via redes sociais, aguardando confirmação da WWE)
– Aleksandar Jaksic (Confirmou via redes sociais, aguardando confirmação da WWE)

Além de Kurt Angle, outros nomes ‘fora dos ringues’ também foram liberados. Os produtores Billy Kidman, Mike Rotunda, Pat Buck, Fit Finlay, Shawn Daivari, Scott Armstrong, Sarah Stock, Shane Helms e Lance Storm, completam a lista. Quem também foi demitido foi o experiente árbitro Mike Chioda.

Problemas financeiros na WWE

Antes do anúncio das demissões, Vince McMahon comandou uma teleconferência com funcionários da WWE. Tal reunião foi justamente para informá-los sobre as medidas econômicas que a empresa foi forçada a tomar devido ao coronavírus. Esse pacote de medidas teve como objetivo principal cortar despesas através das demissões.

Além desse cortes, boa parte dos lutadores remanescentes, também devem ter seus salários reduzidos. Assim como tem acontecido na maioria dos esportes.

Tais problemas financeiros, se devem à ausência de público nos shows semanais, e a não-realização de shows ao vivo.

Realização de shows semanais e Pay-Per-Views

A WWE é praticamente a única empresa esportiva do mundo, que continuou com suas atividades, mesmo em meio à pandemia do coronavírus. A única medida preventiva, foi a realização de shows sem fãs presentes na arena.

O aval para a realização dos shows, veio no início desta semana, quando junto à autoridades americanas, foi declarado que a WWE é uma ‘empresa essencial’ nos Estados Unidos, e que poderia continuar com suas atividades. É como se o governador João Dória, declarasse que a FPF é uma ‘empresa essencial’ em São Paulo, e o Campeonato Paulista voltasse a ser disputado.

Tudo sobre as demissões de lutadores e sobre os shows da WWE, você confere aqui no Torcedores.com .

LEIA MAIS
5 nocautes espetaculares de Anderson Silva no UFC

As melhores notícias de esportes, direto para você