5 jogadores que eram chamados de lentos, mas foram verdadeiros craques

Nem todos precisam correr como loucos em campo

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Michael Steele/Getty Images

Alguns jogadores de futebol foram expoentes do lema “quem corre é a bola” e ganharam a alcunha de lentos por não “darem a vida” em campo.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Veja 5 jogadores que eram chamado de lentos, mas foram verdadeiros craques:

Zinedine Zidane
O grande expoente do “quem corre é a bola” foi Zidane, ídolo de Juventus, Real Madrid e seleção francesa. Meia classudo, costumava deixar os companheiros livres com passes precisos, mas sem grandes piques em campo.

Danilo
O “Zidanilo” aparece como primeiro representante brasileiro da lista. Sem comparação alguma com o francês, tinha estilo de jogo parecido e foi chamado de lento quando chegou ao São Paulo em 2004, mas brilhou tanto no Tricolor quanto no rival Corinthians.

Alex
Nem todos lembram, mas o início da carreira de Alex foi difícil para o jogador, já que parte da imprensa criticava sua pouca dinâmica e participação nos jogos. Chegou a ser apelidado de “Alexotan”, remédio que provoca sono. O atleta evoluiu e se transformou em um dos craques da geração.

Zinho
O campeão do mundo em 1994 e tetracampeão brasileiro sofreu com torcedores e parte das críticas da imprensa. Muitos chamavam o meia de “enceradeira” por seu estilo de abrir o campo para os companheiros. O número de títulos e a admiração de torcidas como a do Palmeiras, Flamengo e Grêmiomostram que tudo valeu a pena para o jogador.

Andrea Pirlo
Um primeiro volante que não tem como forte a marcação, a velocidade e a recomposição poderia ser tudo de ruim, mas foi um craque. Pirlo era visto como um dos atletas mais lentos da posição, mas comandava qualquer meio-campo e ditou o ritmo de Milan, Juventus e da seleção italiana campeã da Copa de 2006.

Leia mais:
5 jogadores que não tinham vergonha de chagarem atrasados nos adversários