Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Bebeto, David Luiz, Dida, Gabriel Paulista e Hulk: relembre outros jogadores que saíram da “Fábrica de Talentos” do Vitória

De acordo com a CBF, o Vitória formou 14 jogadores que já defenderam a Seleção Brasileira

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Fotomontagem: Divulgação /Vitória

O Vitória é considerado um dos maiores celeiros de craques do futebol brasileiro. A “Fábrica de Talentos”, como ficou conhecida a base rubro-negra, se tornou uma potência no início dos anos 90 superando clubes que eram organizados nas divisões de base como: Cruzeiro, Flamengo, Ponte Preta, São Paulo e Vasco.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

Em 1993, só para exemplificar, o Vitória foi vice-campeão brasileiro diante do Palmeiras com um time formado por garotos. Uma geração que deu muito certo no Leão, revelando Dida, um dos maiores goleiros da história do futebol mundial. Além do camisa 1, aquele time o lateral Rodrigo, o volante Vampeta e o atacante Alex Alves.

No ano seguinte, o Vitória vendeu cinco jogadores de uma vez só: Dida (Cruzeiro), Rodrigo (Bayer Leverkusen-ALE), Vampeta (PSV Eindhoven-HOL), Paulo Isidoro e Alex Alves (Palmeiras). Três anos depois, a diretoria fez novo acordo com o clube paulista que adquiriu Júnior através da parceria com a Parmalat.

Base do Vitória formou jogadores campões do mundo

Nos últimos anos, o Vitória se tornou em uma referência para a Seleção Brasileira. De acordo com o departamento técnico da CBF, 14 atletas saíram da base do Leão para atuar pelo time principal Brasil. Bebeto, Dida, Júnior e Vampeta, só para exemplificar, conquistaram as Copas do Mundo de 1994 e 2002, respectivamente.

Apesar de serem valorizados no exterior, alguns jogadores não tiveram a mesma sorte com a camisa amarelinha: David Luiz e Hulk foram símbolos do fracasso brasileiro na Copa do Mundo de 2014. Além disso, Dudu Cearense e Elkeson não conseguiram vingar. Por isso, o Torcedores.com listou alguns jogadores que passaram pelo Vitória e você não lembra. Confira!

Dida

É considerado um dos melhores goleiros da história do futebol mundial. Após surgir no Vitória, Dida atuou por Cruzeiro e Corinthians. Logo depois, o arqueiro foi negociado com o Milan onde conquistou a Liga dos Campeões da Europa e o Mundial de Clubes. Após anos na Itália, ele retornou ao Brasil para defender a Portuguesa, Grêmio e Internacional. Dida, inclusive, foi o reserva de Marcos no grupo que conquistou a Copa do Mundo de 2002.

Gabriel Paulista

É considerado uma das maiores revelações da história recente do Vitória. O zagueiro foi destaque nas categorias de base do Leão de 2010 a 2013. Por isso, Gabriel Paulista foi vendido para o Villareal, da Espanha. Após uma temporada, ele foi comprado pelo Arsenal, da Inglaterra. De acordo com a imprensa inglesa, o jogador é um dos melhores defensores da Premier League.

David Luiz

Ele defendeu o Vitória entre 2005 e 2007. Nesse ínterim, David Luiz integrou uma das piores equipes da história do clube, quando o rubro-negro disputou a Série C do Campeonato Brasileiro. Com passagens pelo Benfica, de Portugal, Chelsea, da Inglaterra e Paris Saint-Germain, da França, o defensor atualmente joga pelo Arsenal. Apesar da carreira bem-sucedida na Europa, ele é considerado um dos símbolos do fracasso do Brasil no Mundial de 2014.

Júnior

Iniciou a carreira como atacante nas divisões de base do Vitória. Porém, Júnior se tornou lateral-esquerdo somente com 18 anos. Canhoto logo se destacou e se tornou um dos melhores laterais dem atividade no futebol brasileiro. Logo depois, foi negociado com Palmeiras onde conquistou a Copa Libertadores da América. Logo depois, atuou pelo Parma, Siena e São Paulo. Pela Seleção Brasileira, o jogador conquistou a Copa do Mundo de 2002.

Vampeta

Foi um dos bons meias revelados pelo Vitória. Ele vestiu a camisa do clube entre 1990 e 1994. No exterior, atuou por PSV Eindhoven, Internazionale e Paris Saint-Germain. No Brasil, ele teve passagens apagadas por Flamengo e Fluminense. Por outro lado, Vampeta se tornou ídolo no Corinthians onde conquistou o Mundial de Clubes da Fifa, em 2000. Além disso, o jogador integrou o grupo da Seleção Brasileira que venceu a Copa do Mundo de 2002.

Hulk

Atualmente no futebol chinês, Hulk iniciou a carreira como lateral-esquedo na base do Vitória. Com apenas duas partidas pelos profissionais, o atacante foi negociado com o Tokyo Verdy, do Japão. Posteriormente, tornou-se ídolo defendendo o Porto e o Zenit. Ele defendeu a Seleção Brasileira na Olimpíada de 2012 e na Copa do Mundo de 2014. Há cinco temporadas na China, Hulk é jogador do Shanghai SIPG.

Bebeto

Campeão do Mundo com a Seleção Brasileira, em 1994, Bebeto é considerado um dos maiores ídolos do futebol brasileiro. Cria do futsal do Vitória, o baianinho foi negociado com o Flamengo, 1983. Com a camisa rubro-negra, nesse ínterim, ele venceu o Campeonato Brasileiro (1983 e 1987). Posteriormente, foi atuar pelo Vasco onde conquistou o Brasileirão (1989). Além disso, ele teve passagem marcante pelo Deportivo La Coruña, da Espanha.

Confira outros nomes importantes que passaram pelo Vitória

Goleiros: Dida e Fábio Costa.

Laterais: Rodrigo e Júnior.

Zagueiros: David Luiz, Adaílton, Alcides, Anderson Martins, Gabriel Paulista e Wallace.

Meias: Dudu Cearense, Vampeta, Petros, Paulo Isidoro e Leandro Domingues.

Atacantes: Elkeson, Alecsandro, Hulk, Bebeto, Marcelo Moreno, Obina, Alex Alves e Tuta.

LEIA MAIS: