Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Com Manga, Fábio Costa e Rodolfo Rodríguez na lista, relembre os 10 goleiros com mais jogos pelo Santos

Goleiros marcaram época no Santos; veja os números das lendas do Alvinegro Praiano

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Divulgação /Santos

No futebol existe uma posição que é injustiçada mundialmente. Afinal, recordamos sempre dos grandes craques. O Santos, só para exemplificar, é lembrado por todos por causa dos ídolos como Pelé, Geovane, Robinho, Diego, Paulo Henrique Ganso, Neymar e Gabriel Barbosa. Por isso, é sempre mais fácil deixar de lado os goleiros e esquecer a sua verdadeira importância na história do clube.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

O Santos, que historicamente é conhecido pelo seu DNA ofensivo, sempre se destacou por ter grandes goleiros: Athié, Cyro, Edinho, Laércio, Lalá, Mauro, Rafael Cabral e Zetti. Eles representam a “velha guarda” santista. Porém, seus nomes estão cravados nos corações dos torcedores. Já a “nova geração” alvinegra está nas mãos de Vladimir, que ainda tenta se firmar como grande nome no futebol brasileiro, Éverson, João Paulo e John.

Por isso, o Torcedores.com listou os 10 goleiros com mais jogos pelo Santos. Um ranking que foi difícil de se completar e não deixar ninguém de fora. A reportagem, nesse ínterim, levou em consideração apenas os números de cada arqueiro pelo clube. Nada mais. Com isso, não listou títulos, não analisou o nível técnico de cada um e também não fez pesquisa em redes sociais para apontar o maior de todos os tempos. Afinal, pensamos que essa é a sua missão. Confira!

Cláudio Mauriz

Revelado pelo Fluminense, Cláudio abre o ranking ocupando a 10ª colocação. Ele atuou pelo Santos de 1965 a 1973. O camisa 1, nesse ínterim, disputou 223 partidas. Além disso, conquistou a Taça Brasil de 1965, o Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1968 e o Campeonato Paulista de 1965, 1967, 1968, 1969 e 1973. Por isso, Cláudio é considerado um dos melhores goleiros da história do clube.

Sérgio Guedes

Foi contratado com a difícil missão de substituir Rodolfo Rodríguez ídolo eterno do Santos, em 1989. Seguro debaixo das traves e de personalidade forte, Sérgio se tornou ídolo da torcida no período de “vacas magras”. Em duas passagens pelo clube, Serjão, como é chamado pelo torcedor santista, disputou 241 partidas. Com isso, ocupa a 9ª posição entre os goleiros que mais vezes vestiram a camisa do clube.

Agustín Cejas

Revelado pelo Racing, Cejas tinha boa colocação na pequena área e saía com arrojo para impedir cruzamentos na área. Por isso, o argentino era considerado um dos melhores goleiros da América do Sul na década de 70. Ele defendeu o Santos de 1970 a 1974. O camisa 1, nesse ínterim, disputou 253 partidas. Com isso, é o 8º colocado no ranking. Além disso, conquistou o Campeonato Paulista de 1973.

Rodolfo Rodríguez

O “Paredão” é considerado um dos maiores símbolos da história do Santos. O uruguaio defendeu a meta do Peixe de 1984 a 1988. Ele, nesse ínterim, disputou 255 partidas pelo clube. É o 7º arqueiro com mais jogos pelo clube. Ficou conhecido por uma sequência de defesas mais fantásticas da história do futebol mundial. Foram cinco defesas consecutivas contra o América-SP. Rodolfo Rodríguez foi fundamental na conquista do Campeonato Paulista de 1984.

Vanderlei

Com 36 anos, Vanderlei é considerado um dos melhores goleiros do futebol brasileiro. Ele defendeu a meta santista de 2007 a 2014. Foram 258 partidas pelo Peixe. É o 6º arqueiro com mais jogos pelo clube da Vila Belmiro. Ele, nesse ínterim, foi Bicampeão Paulista em 2015 e 2016. O goleiro deixou a Vila Belmiro após amargar a última temporada na reserva com o técnico argentino Jorge Sampaoli. Atualmente, Vanderlei é dono da camisa 1 do Grêmio.

Marolla

Fiordemundo Marolla Júnior defendeu o Santos de 1980 a 1985. O “Canhão da Vila”, Pepe, que comandou o clube no início dos anos 80, chegou a afirmar que Marolla era o melhor goleiro que tinha visto atuar, depois de Gylmar dos Santos Neves. Foi titular absoluto da meta alvinegra por três temporadas. Logo depois, ele perdeu a condição de titular para Rodolfo Rodríguez. Marolla disputou 282 partidas e com isso é o 5º goleiro com mais jogos pelo Peixe. Além disso, o arqueiro venceu o Campeonato Paulista de 1984.

Gylmar

Bicampeão do mundo pela Seleção Brasileira em 1958 e 1962, Gylmar é considerado um dos maiores goleiros do nosso futebol. Ele atuou pelo Alvinegro Praiano de 1962 a 1969.Foram 330 partidas. É o 4º arqueiro com mais jogos pelo clube. Foi o camisa 1 da fantástica máquina santista dos anos 60 que venceu: o Mundial de Clubes (1962 e 1963), Copa Libertadores da América (1962 e 1963), Campeonato Brasileiro (1962, 1963, 1964, 1965 e 1968), Torneio Rio-São Paulo (1963, 1964 e 1966), Campeonato Paulista (1962, 1964, 1965, 1967 e 1968) e Recopa Mundial (1968).

Laércio

Foi “reserva de luxo” do Santos de 1957 a 1969. Ele, nesse ínterim, foi titular absoluto apenas em três temporadas de 1959 a 1961. Corajoso, calmo e com bom posicionamento, Laércio inspirava segurança à defesa e respeito aos atacantes adversários sempre que foi acionado para substituir Manga e Gylmar. Com isso, somou 335 partidas pelo clube. Com isso, é o 3º goleiro com mais partidas pelo clube. Além disso, integrou o elenco do Peixe nas conquistas do Mundial de Clubes, da Libertadores, do Campeonato Brasileiro e do Paulista.

Fábio Costa

Revelado pelo Bahia, Fábio Costa nunca foi uma unanimidade técnica, mas tem presença certa na lista após defender a meta alvinegra de 2000 a 2003 e de 2006 a 2013. Ele, nesse ínterim, disputou 345 partidas. É o 2º goleiro com mais jogos pelo Santos. Fábio Costa, inclusive, venceu o Campeonato Brasileiro de 2002 e o Campeonato Paulista de 2006 e 2007.

Manga

É o recordista em partidas disputadas pelo Santos: 404, entre 1951 e 1960. Agenor Gomes, o Manga, que não é o lendário goleiro que atuou pelo Botafogo, venceu o Campeonato Paulista de 1955, 1956, 1958 e 1960. Além disso, ainda levantou o caneco do Torneio Rio-São Paulo de 1959. Manga foi essencial para a primeira “era de ouro” do Santos antes do surgimento de Pelé.

LEIA MAIS: