7 ex-jogadores que se tornaram dirigentes

Alguns estão marcados como ídolos nos clubes onde acabaram exercendo algum cargo após a aposentadoria

Raphaela Silva
Colaborador do Torcedores

Foto: Reprodução/Twitter

É normal que um jogador queira seguir no meio futebolístico após sua aposentadoria. Muitos, inclusive, conseguem exercer cargos de dirigentes nos clubes onde são ídolos, ou em outras grandes equipes. O Torcedores.com separou alguns desses ex-jogadores para você relembrar. Três deles fazem aniversário nesta sexta-feira (15) e são ídolos de três gigantes paulistas.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Edu Gaspar

O ex-meio campista teve sucesso no Timão, conquistando Campeonatos Brasileiros, Mundial e uma Copa do Brasil. Na Europa é tido como ídolo do Arsenal. Seu primeiro trabalho como dirigente foi no Corinthians, em 2011, após sua aposentadoria. No cargo, Gaspar conquistou a Libertadores e o Mundial de 2012, além do Brasileirão de 2015. Em 2016 trabalhou como coordenador técnico na Seleção Brasileira e após a conquista da Copa América, em 2019, foi anunciado como novo diretor técnico do Arsenal. Edu Gaspar completa 42 anos nesta sexta-feira.

Alessandro

Outro ídolo do Corinthians, o ex-lateral conquistou praticamente tudo com a camisa do Timão: Libertadores, Mundial, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro, Campeonato Paulista e Recopa. Como dirigente no clube, Alessandro conquistou o Campeonato Brasileiro de 2015 e 2017 e os Paulistões de 2017 e 2018. Ele deixou o clube no final do ano passado.

Raí

O segundo aniversariante da lista é um dos maiores ídolos do São Paulo. Raí conquistou no tricolor um Brasileiro, duas Libertadores e um Mundial de Clubes, além dos títulos estaduais. Fez carreira no PSG e em 2017 foi anunciado para o cargo de executivo de futebol do São Paulo. O dirigente está completando 55 anos.

Tinga

Bicampeão da Libertadores e do Campeonato Brasileiro por Internacional e Cruzeiro, respectivamente, o ex-volante assumiu o cargo de gerente de futebol no clube mineiro, onde ficou até 2017 e conseguiu conquistar a Copa do Brasil do mesmo ano.

Alexandre Gallo

Sua carreira como jogador não teve tanto destaque quanto sua carreira como técnico. Gallo chegou a ser o técnico de bases da Seleção Brasileira. Em 2017 foi convidado pelo presidente do Atlético Mineiro, Sérgio Sette Câmara, para assumir o cargo de diretor de futebol do clube, onde permaneceu até 2018.

Renato

O mais recente ídolo santista aposentado, completa 41 anos nesta sexta-feira. Renato se aposentou em 2018 e conquistou os Campeonatos Brasileiros de 2002 e 2004 pelo clube da Vila Belmiro. Atualmente é o diretor executivo de futebol do Santos.

William Machado

Como jogador, Willian Machado defendeu clubes como Cruzeiro, Grêmioe Corinthians. Em 2011 foi anunciado como Gerente de futebol do clube paulista, mas pediu demissão do cargo no mesmo ano.

LEIA MAIS:

6 jogadores ofensivos com passagens apagadas pelo Barcelona

6 ídolos recentemente aposentados que deixaram saudades na torcida do São Paulo