Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lista: relembre cinco ídolos da história do Sport Club Recife

Torcedores.com relembra cinco ídolos da história do Sport Club Recife, que completa 115 anos nesta quarta (13)

Jean Lucas
Jornalista, com passagens por Bandsports e FOX Sports. Fascinado por contar (e ouvir) histórias. Vive o futebol 48h por dia.

Crédito: (Divulgação/Facebook/Sport)

O Leão que ruge da Ilha do Retiro completa 115 anos de história nesta quarta-feira (13). Com mais de um século de existência, o Sport Club do Recife possui páginas gloriosas e se mantém firme entre os clubes mais tradicionais do futebol brasileiro.

Aproveitando o aniversário de mais um ano do Sport, o Torcedores.com apresenta uma lista de cinco ídolos do Leão ao leitor. A relação passa por jogadores que escreveram história dentro e fora do clube, rompendo rompendo as fronteiras do Recife e até levando o nome do clube a outros lugares.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Ademir de Menezes

Tricampeão pernambucano pelo Sport entre 1939 e 1941, Ademir de Menezes, também conhecido como Queixada, surgiu no clube como um verdadeiro meteoro. O então jovem atacante colecionou feito notáveis, como hat-tricks contra Náutico (na final do Pernambucano de 1941) e em um amistoso contra o Vasco, clube que posteriormente foi jogar. Ademir de Menezes também brilhou com a camisa da Seleção Brasileira – o jogador foi artilheiro da Copa de 1950.

Leonardo 

Outro grande artilheiro e ídolo do Rubro-Negro foi Leonardo. O atacante anotou 133 gols pelo Leão (3º maior artilheiro da história do clube) e construiu um respeitável cartel de títulos pelo Sport: hexacampeão estadual e bicampeão da Copa do Nordeste.

Juninho Pernambucano

Mais uma grande revelação do clube, Juninho – que se tornaria Juninho Pernambucano apenas no Vasco – atuou por apenas dois anos com a camisa rubro-negra, entre 1993 e 1994. O jogador, no entanto, pôde participar das campanhas dos títulos da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano, ambos em 1994. Posteriormente, o jogador ganhou notoriedade no futebol mundial.

Magrão

Recordista de jogos e de títulos com a camisa do Sport (são 732 partidas e 10 títulos), Magrão pode confundir a própria história da carreira com a do clube pernambucano. O arqueiro atuou pelo Leão de 2005 a 2019, atravessando anos inesquecíveis, como o de 2008, temporada do título da Copa do Brasil.

Durval

Um anos após Magrão, quem chegou ao Sport foi Durval, em 2006. O seguro zagueiro canhoto atuou pelo clube em duas passagens, de 2006 a 2019 e de 2014 a 2018. Pelo Rubro-Negro, Durval conquistou a Copa do Brasil de 2008, seis Campeonatos Pernambucanos e uma Copa do Nordeste, em 2014.

LEIA MAIS

Fernando Prass critica ideia de retorno do futebol brasileiro: “Não cabe ao Governo Federal”

Lukaku é o 3º jogador que mais movimentou dinheiro com transferências na história