Lyon contesta judicialmente a decisão de encerrar o Campeonato Francês

O clube apresentou dois recursos ao Tribunal Administrativo de Paris

Luca Cecchini
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/ Twitter MirrorFootball

O presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, revelou ao programa francês “L’ Équipe d’Estelle”, que o clube irá contestar judicialmente o fim oficial da Campeonato Francês. Para isso, foram enviados dois recursos ao Tribunal Administrativo de Paris.

“Hesitamos muito antes de tomar essa decisão. O conselho de administração do clube entrou com os recursos. O dinheiro não é a principal preocupação. Não é uma questão sobre os milhões de euros, mas sim sobre várias decisões de interesse público”, disse Aulas durante a entrevista.

Para reverter a decisão da ministra dos esportes, Roxanna Lyon, que proibiu a prática os esportes coletivos até dia 3 de agosto, o dirigente do Lyon baseia-se em dois argumentos principais. Primeiramente, afirma que a decisão foi tomada antes de qualquer indicação da Uefa, e que portanto, não tem base legal.

“A decisão da ministra do esporte se baseia na data de 3 de agosto, que não existe na UEFA”.

Aulas ainda sugere que o governo acompanhe a retomada dos esportes em outros países europeus, para daí “ver se há uma possibilidade de retomada”.

Já o segundo recurso, questiona o coeficiente usado para determinar a pontuação da temporada encerrada antecipadamente. O coeficiente é divisão dos pontos da equipe pela quantidade de partidas disputadas. Esta foi a solução para contornar o fato de que o PSG e Strasbourg tenham disputado 27 jogos, enquanto todos os outros jogaram 28.

Além do Lyon, que terminou na sétima colocação, outros já se manifestaram contra a decisão. Clubes da primeira e segunda divisão já manifestaram sua intenção de entrar com recursos contra a decisão.

Leia Mais

Quanto vale a história? Veja quais são os artigos esportivos mais caros já vendidos na história