Relembre 10 jogadores odiados pela torcida do Santos

Torcedores.com separou uma lista de jogadores que foram muito criticados com a camisa do Santos

Matheus Henrique Vieira Ramos
Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.

Crédito: Foto: Ivan Storti/ Santos FC

Seja nas redes sociais ou nos estádios, a torcida do Santos é implacável com suas críticas aos jogadores. Até atacante Neymar já foi vaiado por santistas, que são muito exigentes principalmente nos jogos realizados na Vila Belmiro.

Com o Santos em jejum de conquistas – não vence um título internacional desde 2012 -, as críticas para jogadores aumentaram e torcedores classificaram o time liderado por Ricardo Oliveira, David Braz e cia como “geração do quase” em função dos vices-campeonatos da Copa do Brasil (2015) e Brasileirão (2016).

Veja 10 jogadores odiados por santistas:

– David Braz: um dos líderes da “geração do quase”. O zagueiro tem mais de 200 jogos pelo Peixe e foi bicampeão paulista, mas sofreu muitas críticas por falhas em lances capitais.

– Zeca: o lateral-esquerdo foi titular no Santos de 2015 até 2017, mas sua relação com a torcida do Santos era entre tapas e beijos. Já foi hostilizado na Vila Belmiro e alvo de membros de torcida organizada. Entrou com uma ação na Justiça contra o clube para rescindir seu contrato, o que fez aumentar o ódio de muitos santistas.

– Lucas Lima: atuou pelo pelo Santos por três temporadas e foi bicampeão paulista. Sofreu muitas críticas em seu último ano pelo clube e foi acusado de “corpo mole”. Ele assinou com o Palmeiras ao terminar do seu vínculo com o Peixe e é “persona non grata” na Vila Belmiro.

– Victor Ferraz: o lateral-direito atuou pelo Peixe por mais de cinco anos e venceu o Paulistão duas vezes. Mesmo assim, o jogador foi alvo de muitas críticas por seu desempenho defensivo e falta de efetividade em cruzamentos. Ele também foi hostilizado na Vila Belmiro e Pacaembu, por exemplo.

– Nilson: . Na final da Copa do Brasil de 2015, contra o Palmeiras, na Vila Belmiro, o atacante perdeu um gol sem goleiro nos minutos finais da partida. O gol perdido pelo centroavante foi considerado decisivo para o Peixe não ter vencido a competição nacional daquele ano.

– Gustavo Henrique: o Menino da Vila ganhou o ódio da torcida do Santos após recusar ofertas de renovações do Peixe e ter assinado com o Flamengo. O presidente do Peixe, José Carlos Peres, o chamou de “sem caráter” em live com o jornalista Jorge Nicola.

– Thiago Ribeiro: contratado pelo Santos com a missão de substituir Neymar, o atacante não correspondeu dentro de campo e foi alvo de críticas. O ódio da torcida aumentou ainda mais quando ele marcou o gol do triunfo do Alvinegro Praiano sobre o Vitória, no Barradão, pela última rodada do Brasileirão de 2014, o que garantiu o Palmeiras na elite do futebol nacional.

– Leandro Damião: contratado em 2014 junto ao Internacional por mais de R$ 40 milhões, o centroavante marcou apenas 11 gols com a camisa do Santos. Ele entrou na Justiça contra o clube alegando atrasos salariais e saiu do Peixe de graça.

– Leandro Donizete: indicado por Dorival Júnior, então técnico do Peixe, o volante chegou ao clube paulista em 2017 e não deixou saudades. Ele fez apenas 23 partidas com a camisa Alvinegra.

– Felipe: a torcida do Santos o apelidou de “goleiro mão de alface”. Ele foi muito criticado no Santos em 2010 por falhas constantes em baixo da meta Alvinegra. Além disso, o arqueiro entrou em uma polêmica ao respondeu um torcedor na internet com a seguinte frase: “O que eu gasto com meu cachorro de ração, é seu salário por mês”.

LEIA MAIS:

Hoje na Europa, Menino da Vila pensa em voltar ao Brasil no futuro e prioriza o Santos: “Clube do coração”

Jesualdo se esquiva sobre polêmica da redução salarial no Santos: “Não vou comentar isso fora do clube”

Você se lembra? 10 jogadores que atuaram no Santos neste século e estão na Europa