Roberto Carlos elege Ronaldo como o melhor: “não haverá outro Fenômeno, nem Neymar, Cristiano ou Messi”

Ex-jogador foi pentacampeão mundial, jogou no Real Madrid e no Corinthians, ao lado de Ronaldo

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Reprodução/Youtube

Pentacampeão mundial em 2002 ao lado de Ronaldo ‘Fenômeno’, Roberto Carlos afirmou que o companheiro de seleção brasileira é melhor que Neymar, Messi e Cristiano Ronaldo. Em entrevista concedida ao site Goal, o ex-lateral argumentou que o futebol do início dos anos 2000 era mais difícil de ser jogado.

“Acho que na nossa época era mais difícil fazer gols. Tudo era mais físico e os atacantes estava menos protegidos. Mas ele (Ronaldo) podia fazer de tudo”, iniciou Roberto Carlos.

“Ronaldo se destacava nos treinos. Foi o melhor. Não haverá outro ‘Fenômeno’ como Ronaldo. Nem Neymar, Cristiano Ronaldo, ou Messi. Ronaldo é único e o melhor”, prosseguiu.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Além de atuarem juntos na seleção, Ronaldo e Roberto Carlos jogaram lado a lado pelo Real Madrid. Na época, o elenco do time merengue tinha outros craques do futebol mundial como Zinedine Zidane, Luís Figo e David Beckham.

“Tivemos uma atmosfera incrível dentro do clube. Apesar de que só haver grandes jogadores, era um grupo de grandes pessoas trabalhando no mesmo ambiente. Todos éramos grandes amigos e ainda somos. Foi espetacular. O Real Madrid é maior que os egos. O clube é enorme e a cultura do clube era tão grande que pudemos contratar grandes jogadores”, disse Roberto Carlos, que também contou sobre como era o dia a dia de trabalho.

“Todos tinham que falar espanhol no vestiário. O único que decidiu falar mais português que espanhol foi Beckham porque não queria sair da minha casa”, falou.

“Estava cercado de mim e de Ronaldo. Assim o português melhorou o espanhol”, finalizou. Roberto Carlos também jogou com Ronaldo no time do Corinthians.

Leia também:

Roberto Carlos avalia que Palmeiras de 93/94 “ganharia bem” do atual Flamengo