Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Roberto Carlos avalia que Palmeiras de 93/94 “ganharia bem” do atual Flamengo

Ex-jogador também destacou que o treinador flamenguista, Jorge Jesus, foi elogiado na imprensa esportiva internacional

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Reprodução/Youtube

Vencedor de cinco títulos entre 1993 e 1994 atuando pelo Palmeiras, o ex-jogador Roberto Carlos afirmou que o Verdão daquela época (que também tinha Rivaldo, Edmundo e Edilson no elenco) derrotaria o atual Flamengo, que tem Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta, além do técnico Jorge Jesus, como expoentes.

“O Palmeiras da minha época foi maravilhoso. Nós ficamos juntos dois, três anos. O Flamengo só tem um ano junto. Por isso que o palmeiras 93/94 ganharia. Não com facilidade, mas ganharia e ganharia bem”, opinou Roberto Carlos, em entrevista concedida ao programa Jogo Aberto desta sexta-feira (27).

O ex-lateral, pentacampeão mundial pela seleção brasileira, também comentou o trabalho desenvolvido por Jorge Jesus.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Todo mundo elogiou o trabalho dele (Jorge Jesus) no Flamengo na temporada passada. Ele foi muito bem elogiado aqui (na Espanha), mais no país dele ainda”, completou.

Leia a seguir outros assuntos da entrevista concedida por Roberto Carlos:

Zidane, técnico do Real Madrid – “Além de ter sido um grande jogador em campo é uma excelente pessoa fora. Hoje é considerado um dos melhores treinadores do mundo. Mas eu tive o privilégio de jogar com ele aqui no Real Madrid por vários anos. Era um espetáculo vê-lo jogar. É um cara, por tudo o que ele ganhou, de simplicidade impressionante” 

Carreira de treinador – “Quando acabar o coronavírus aqui na Espanha, dentro de 20 dias, um mês já começo a fazer, dentro do CT do Real Madrid, a (licença) Uefa B, a A e depois eu termino com a Pro. Dentro de um ano, no máximo, estou pronto pra ser treinador” 

Coronavírus – “(A situação) Tá muito complicada porque tem muita gente morrendo, mais gente idosa. Gente com mais 60, 65 anos. Mas o governo tá tomando as decisões. Nós temos que ficar trancado em casa”

Leia também:

Roberto Carlos discorda de redução salarial dos jogadores: “não acho certo”

Roberto Carlos quer Neymar no Real Madrid: “se dependesse de mim estaria há muito tempo”

 

As melhores notícias de esportes, direto para você