Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Roberto Carlos discorda de redução salarial dos jogadores: “não acho certo”

Ex-jogador ainda falou sobre o time do Real Madrid e a carreira

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Reprodução/Youtube

Pentacampeão mundial pela seleção brasileira em 2002 e futebolista profissional entre 1991 e 2016, Roberto Carlos se mostrou desfavorável a uma suposta redução salarial dos jogadores que atuam no futebol brasileiro, em virtude da pandemia do coronavírus.

“Vamos esperar, ver o que vai ser resolvido. No Brasil não sei o que vai acontecer porque não sei se os jogadores se uniram um pouco mais e falaram ‘não vamos fazer porque vocês devem alguns meses de salário’”, iniciou Roberto Carlos, em entrevista concedida ao programa Jogo Aberto, nesta sexta-feira (27).

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Mas vamos ver até onde vamos chegar isso (a pandemia). Mas não acho muito certo ficar descontando por causa do vírus. É um momento de tranquilidade. Tem que ficar bem pra ambas as partes, não só pra uma”, completou.

A possível redução salarial veio à tona em virtude da paralisação do futebol nacional. Segundo informações do portal de notícias UOL, alguns patrocinadores desejam suspender os pagamentos, já que a imagem das marcas não são transmitidas aos torcedores.

Leia a seguir outros assuntos da entrevista concedida por Roberto Carlos:

Rivalidade em campo – “Rivalidade existe, mas a gente faz muita amizade no campo. Você vê hoje em dia até os próprios jogadores em jogos de seleção. Na nossa época, Brasil e Argentina fechava o pau. Hoje em dia são mais amigos, existe um respeito. Antes do jogo você fala alguma coisa, mas durante o jogo você acaba tendo um bom relacionamento com qualquer jogador” 

Marcelo, lateral-esquerdo do Real Madrid – “O Marcelo, na minha opinião, continua sendo o melhor lateral-esquerdo do mundo. O Marcelo não tem a mesma potência que eu tinha quando jogava, mas tem muitas outras qualidades que eu não tinha. O Marcelo tem que ter uma nova oportunidade na seleção brasileira. Claro que nós temos o Filipe (Luís), o Renan Lodi e o Alex Sandro. Mas ele tem experiência. É o capitão do Real Madrid” 

Leia também:

Roberto Carlos avalia que Palmeiras de 93/94 “ganharia bem” do atual Flamengo

Roberto Carlos quer Neymar no Real Madrid: “se dependesse de mim estaria há muito tempo”

Neto discorda de redução salarial dos jogadores, argumenta dívidas e dispara: “se fosse eu tava preso”