Vai voltar? O que você precisa saber sobre o possível retorno da Premier League

Governo britânico autorizou a volta da Premier League, mas liga precisará se adequar a algumas regras

Gabriel Girardon
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Premier League

A Premier League deve ter seu retorno em breve. Paralisada desde março por conta da pandemia de coronavírus, a liga inglesa pode voltar no mês de junho, restando nove rodadas a serem disputadas. O governo britânico deu autorização para isso. Porém, impôs algumas condições.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Entre as exigências está um investimento maior nas divisões inferiores e categorias de base dos clubes. Além disso, as autoridades solicitaram mais transmissões gratuitas das partidas. As determinações foram repassadas à Premier League em reunião na noite de quinta-feira (14).

“O governo está abrindo as portas para o futebol competitivo retornar com segurança em junho. Isso precisa incluir amplo acesso aos torcedores à cobertura ao vivo e garantir que as finanças da retomada dos jogos sustente a família do futebol como um todo”, disse Oliver Dowden, Secretário de Cultura do governo britânico, após a reunião.

Como estão os clubes?

Atualmente, as equipes da Premier League seguem sem atividades. Isso segue enquanto o Reino Unido começa a afrouxar suas medidas de isolamento social. Porém, há divergências entre técnicos e jogadores sobre o retorno do campeonato. Em reunião na última quarta-feira, inclusive, o técnico José Mourinho se irritou com a situação.

É possível que essa realidade mude com uma decisão definitiva que deve sair no início da próxima semana. Com isso, o “Projeto Recomeço” deve ser lançado em breve, consistindo em um protocolo da Premier League junto aos clubes. Assim, os rumos do futuro da liga podem ser traçados.

Em campo, ainda que esteja faltando nove jogos para a maioria dos clubes, o título inglês está praticamente definido. Com 82 pontos, o Liverpool tem 25 a mais que o vice-líder Manchester City.

LEIA TAMBÉM
Há oito anos, Aguero marcava no último minuto para quebrar jejum de 44 anos do Manchester City