Além de Matheus Babi, relembre outros jogadores que saíram de ‘clubes pequenos’ do Rio para reforçar o Botafogo

Destaque do Macaé no Carioca, atacante é o primeiro reforço do Botafogo para o Brasileirão

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Vanderlei Corrêa /Macaé

O planejamento do Botafogo para esta temporada foi impactado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A princípio, o período sem jogos afetou diretamente as finanças alvinegras. Afinal, o clube deixou de arrecadar milhões com venda de ingressos, comercialização de camarotes, patrocínios e direitos de televisão.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

Mas, como sempre, a diretoria está trabalhando para reduzir o impacto e formar um bom elenco para fazer bonito neste ano. E é observando os destaques do Carioca, que o clube pretende buscar algumas peças para formar o seu elenco. Afinal, os ídolos Wagner e Iranildo saíram de times com nome de bairro do Rio de Janeiro para entrarem na história alvinegra.

Com o aval do técnico Paulo Autuori, o clube, antes de mais nada, contratou o atacante Matheus Babi, de 22 anos, destaque do Macaé no Estadual. De acordo com Ricardo Rotenberg, integrante do Conselho Gestor de Futebol do Botafogo, o contrato será até 31 de dezembro com possibilidade de adquirir parte dos direitos econômicos junto ao Leão do Norte Fluminense.

Ficou surpreso com a contratação de Matheus Babi? Você provavelmente não sabe que ele fez cinco gols em nove partidas no Carioca, certo? O destaque da seletiva, inclusive, estava na mira do Fluminense antes de acertar com o Alvinegro. Ele se destaca pela habilidade, velocidade e facilidade por chutar ao gol. Com isso, suas características agradaram demais o clube.

Por isso, para resgatar um pouco mais dessa relação, por vezes esquecidas, e até para valorizar a relação histórica do Botafogo com os times de menor investimento, o Torcedores.com relembrou alguns nomes que se destacaram pelo clube em temporadas passadas. Confira a lista!

Wagner

Foi revelado pelo Bangu. Ele chegou no Botafogo em 1993. Pelo Alvinegro, disputou 412 jogos e sofreu 503 gols. Foi titular na conquista do Campeonato Brasileiro de 1995. Além disso, integrou o elenco que faturou a Copa Conmebol de 1993.

Bruno Cortez

Foi contratado pelo Botafogo após se destacar pelo Nova Iguaçu no Campeonato Carioca de 2011. Após as boas atuações com a camisa alvinegra, o lateral-esquerdo defendeu o Brasil nos amistosos contra a Argentina pelo Superclássico das Américas.

Maicon

Foi contratado pelo Botafogo após se destacar pelo Madureira no Campeonato Carioca de 2006. Porém, Maicon deixou General Severiano sem ser notado. Atualmente no Grêmio, o volante disputou apenas cinco partidas e não deixou saudades no torcedor alvinegro.

Joílson

Foi contratado pelo Botafogo após se destacar pela Cabofriense no Campeonato Carioca de 2007. Contratado para jogar na meia, ele viveu sua melhor fase atuando como lateral-direito. Após deixar o clube, Joílson teve boas passagens por São Paulo, Grêmio e Figueirense.

Iranildo

Cria do Madureira, Iranildo venceu pelo Botafogo o Campeonato Brasileiro de 1995. Ele era considerado o 12º jogador do time comandado pelo técnico Paulo Autuori. Logo após deixar o clube, o “Chuchu” se transferiu para o rival Flamengo.

Fernando Macaé 

Ele protagonizou um dos casos mais emblemáticos da rivalidade entre Botafogo e Flamengo. Pela manhã, esteve na Gávea com George Helal, então presidente rubro-negro, e acertou as bases salariais, mas não assinou contrato. À tarde, o atacante recebeu a visita de Emil Pinheiro, então vice-presidente de futebol alvinegro, que depositou o dinheiro de seu passe na Federação de Futebol do Rio de Janeiro. Com isso, Fernando Macaé se tornou jogador do clube da Estrela Solitária.

Donizete

Cria do Volta Redonda, o Pantera foi contratado pelo Botafogo em 1989. Integrou o elenco na conquista do Bicampeonato Carioca em 1989 e 1990. Logo depois, o atacante teve mais três passagens pelo clube. Porém, marcou época com a camisa alvinegra ao conduzir o Botafogo ao título Brasileiro de 1995.

LEIA MAIS:

Joia de 16 anos atrai interesse de gigantes do Brasil e é inscrito pelo Macaé para o Estadual

De Jefferson a Manga: conheça os goleiros que mais atuaram pelo Botafogo