Brasileira de 14 anos é selecionada em programa de jovens pilotos da FIA e luta por vaga na Ferrari

Brasileira Júlia Ayoub é uma das 20 pilotos com chance de fazer parte da Ferrari

Carlos Lemes Jr
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/FIA

Em meio as novas promessas do automobilismo brasileiro como Caio Collet e Enzo Fittipaldi uma menina de 14 anos pode se intrometer nesse meio. O nome dela? Júlia Ayoub.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Brasileira foi campeã  da divisão feminina do Troféu Ayrton Senna de Kart, em 2020 e acabou sendo selecionada pelo programa Girls on Track uma parceria da FIA com a Academia de Jovens Pilotos da Ferrari. Brasileira e mais 20 outras pilotos de todo o mundo lutaram por uma vaga na academia ferrarista em 2021.

“Estou muito feliz de poder anunciar que estou entre as escolhidas desse programa incrível que a FIA e a Ferrari Driver Academy estão organizando e sou muito grata a todos por esta oportunidade”, disse Ayoub. “Todos nós sabemos que isso poderá aumentar o número de participações femininas no esporte a motor e precisamos mudar essa percepção de que a mulher não tem lugar no automobilismo. Vamos em busca de educar, empoderar e inspirar muitas meninas por aí”, seguiu.

Como funciona o programa

As 20 pilotos selecionadas vão participar de atividades em escola de pilotagem no circuito francês de Paul Ricard. Essas atividades vão selecionar as 12 que avançam na disputa e participarão de novos testes em outubro e novembro, tanto com karts quanto com carros de Fórmula 4. As quatro melhores vão para a fase final do programa e o prêmio é um curso de uma semana na Academia da Ferrari. Aquela que tiver melhor performance entra no programa ferrarista e de quebra, assegura contrato para competir em uma F4 em 2021. De 2022 em diante, caberá à escuderia decidir se mantém a pilota ou não. A parceria entre FIA e Ferrari tem duração de quatro anos.

Júlia já faz parte do programa de jovens pilotos da Art Grand Prix, tradicional equipe da Fórmula 2.

LEIA MAIS

Ricciardo revela que poderia ficar sem vaga na Fórmula 1, caso não assinasse com a McLaren