Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Neto critica Bolsonaro por andar a cavalo em meio à aglomeração de pessoas

Ídolo corintiano ainda voltou a se mostrar contrário ao retorno do futebol brasileiro

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Reprodução/Youtube

O ex-jogador Neto externou incômodo com o presidente da República, Jair Bolsonaro. Isso porque, no domingo (31), o servidor público andou a cavalo, em Brasília, para ficar mais perto de uma passeata favorável ao atual governo federal. A atitude do presidente foi reprovada pelo ex-jogador.

“Não quero nem discutir, politicamente, esse tipo de coisa. Mas se um presidente sai a cavalo no meio da aglomeração. Por que um coitadinho não pode sair? Tá me entendendo?”, iniciou Neto, no programa Os Donos da Bola desta segunda (1).

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Ele (o trabalhador) fala assim: ‘se o meu presidente saiu a cavalo. Aí ele fala assim: ‘eu sou pedreiro, servente de pedreiro, padeiro’. (Impressão de que está tudo bem) É a mensagem (que passa). E não tá legal”, acrescentou.

Bolsonaro prestigia passeata em Brasília:

Bolsonaro (camisa azul) andou a cavalo, em Brasília, e foi criticado por Neto - imagem: transmissão/CNN Brasil

Bolsonaro (camisa azul) andou a cavalo, em Brasília, e foi criticado por Neto – imagem: transmissão/CNN Brasil

Falta de planejamento

Neto ainda questionou o planejamento do poder público para combater a pandemia de forma eficiente. Em meses, desde que o primeiro caso de coronavírus eclodiu no Brasil, ainda não houve testes em massa na população. Além disso, cidades entraram em lockdown e viram o sistema de saúde entrar em colapso.

“Como é que um país como o nosso já não fez um planejamento pra fazer isso, muita coisa que deixaram de fazer?”, questionou.

“Vamos lá então: quantos hospitais foram construídos na pandemia, em mais de 70 dias? Nenhum! Nós estamos com 99% dos leitos lotados!”, exclamou.

De acordo com dados da universidade Johns Hopkins, o Brasil é o segundo país do mundo que tem mais casos de coronavírus. Ao todo, 514.849 pessoas já foram contagiadas pela doença.

Retorno do futebol brasileiro

Neto também se mostrou contrário ao retorno do futebol brasileiro. “A gente só pode voltar aos treinamentos, quando as pessoas puderem sobreviver”, argumentou

“Quando as pessoas tiverem um entendimento que a gente está tendo uma cura, a vacina, ou que nenhuma pessoa vai morrer por causa do futebol”, concluiu Neto.

Leia também:

Neto: “o Neymar é muito celebridade e pouco jogador na seleção brasileira”