Pablo foi uma das contratações mais caras da história do São Paulo; valeu o investimento?

O Torcedores.com resolveu analisar como tem sido a passagem de Pablo no São Paulo. O que teve de bom e o que dá pra melhorar?

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/São Paulo

Antes da paralisação do futebol devido ao coronavírus, o São Paulo até vinha fazendo uma boa temporada. O time comandado por Fernando Diniz tinha a fama de criar inúmeras chances, mas pecava nas finalizações. E essa estatística passa pela fase dos atacantes do elenco Tricolor. Um deles, o mais caro da história do clube: Pablo. O Torcedores.com aproveita o aniversário do centroavante para analisar seu desempenho com a camisa do São Paulo.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Números de Pablo

Jogos: 39 (28 em 2019 e 11 em 2020)
Gols: 10 (7 em 2019 e 3 em 2020)
Assistências: 4 (1 em 2019 e 3 em 2020)

Em resumo, a média de gols de Pablo que foi de 0,25 em 2019, aumentou pouca coisa para 0,27 nesse início de 2020. Mas se pegarmos por tempo, Pablo jogou e fez quase 50% dos gols que fez em um ano, em apenas dois meses. E o próximo tópico talvez explique isso.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Lesões

Pablo chegou cheio de expectativas, porém três lesões, sendo duas graves, acabaram atrapalhando os planos do atleta e do próprio São Paulo, que convivia com a falta de atacantes. Apesar de tudo, seus sete gols acabaram o credenciando como artilheiro Tricolor na temporada de 2019.

Centroavante ou ponta?

A característica principal que fez Pablo ser contratado, é a de ser o homem-gol da equipe. Então, Fernando Diniz obviamente tinha que o ‘testar’ ali. Mas o treinador parece não ter gostado do que viu, e passou a colocar Alexandre Pato na posição de centroavante. ‘Sobrou’ para Pablo, a ponta-esquerda, alternativa adotada por Diniz e que ainda estava em testes antes da paralisação do futebol.

Independente da posição, Pablo foi questionado na maioria das partidas por perder oportunidades claras de gol. Porém, a última impressão foi a melhor possível. Ainda escalado na ponta, fez os dois gols na vitória contra o Santos por 2×1 pelo Paulistão

Pablo não parece ter a mobilidade necessária para a posição de ponta, mas dependendo do esquema tático, a ‘troca’ de posição com Alexandre Pato durante a partida, pode ser um diferencial no sistema ofensivo do São Paulo.

Mas valeu a pena o investimento por Pablo?

Ainda é cedo para avaliar. As lesões o atrapalharam em 2019 e atualmente a equipe vem se encontrando taticamente. Potencial ele tem, e com uma sequência maior de jogos na volta do futebol, poderemos fazer uma avaliação mais precisa.

E você torcedor Tricolor? Acha que Pablo pode ainda ‘vingar’ com a camisa do São Paulo?

LEIA MAIS
Valeram a pena? Confira as 10 contratações mais caras da história do São Paulo