Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Portugal já recebeu outras duas finais de Champions; saiba quais

Lisboa receberá fase final da Champions League no mês de agosto

Gabriel Girardon
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Em 2014, Real Madrid conquistou "La Décima" em final contra o Atlético de Madrid em Lisboa (Reprodução/UEFA)

Nesta quarta-feira (17) foi anunciado que as finais da Champions League serão disputadas em uma única cidade: Lisboa. Das quartas de final em diante, a capital portuguesa sediará as partidas. As decisões serão em jogos únicos.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Na história, Lisboa recebeu duas finais de Champions. Há 53 anos, o Estádio Nacional, casa do Belenenses, recebeu a decisão da então Copa Europeia. Em campo, a bicampeã Inter de Milão diante do Celtic, estreante em uma finalíssima.

Logo aos sete minutos, Sandro Mazzola colocou o time italiano na frente cobrando pênalti. Já no segundo tempo, aos 18, Tommy Gemmell igualou o placar. Mais tarde, aos 39, Stevie Chalmers marcou o gol da virada escocesa. Ao apito final, a torcida do Celtic invadiu o gramado para comemorar o título, o único até hoje na história do clube.

La Décima

Em 2014, o Estádio da Luz sediou uma final de Champions especial. Pela primeira vez, dois times da mesma cidade se enfrentaram na decisão. No caso, os rivais de Madrid, Real e Atlético. O título seria o décimo dos merengues ou inédito para os colchoneros.

No primeiro tempo, o zagueiro Godín abriu o placar para o Atléti em uma falha do goleiro Casillas. A taça estava nas mãos da equipe de Diego Simeone até os 48 minutos da etapa final. Mas, após escanteio cobrado, Sergio Ramos subiu para empatar o jogo.

Na prorrogação, só deu Real. Já no segundo tempo, Bale virou a partida após grande jogada de Di Maria. Marcelo ainda ampliou o placar e Cristiano Ronaldo selou a goleada por 4 a 1 em pênalti sofrido por ele mesmo. Depois de 12 anos, o maior campeão da Champions voltava a levantar a “orelhuda”, a décima de sua história.

VEJA TAMBÉM
Peças do octa: cinco jogadores que foram destaques no título do Bayern