Quatro anos atrás, LeBron James e o Cleveland Cavaliers completavam a maior virada em uma final da NBA; relembre a série e o jogo do título

Do toco épico de LeBron James, a cesta decisiva de Kyrie Irving; o jogo 7 foi repleto de emoção

Rodrigo Bezerra
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Twitter

Neste mesmo dia (19/6), quatro anos atrás, o Cleveland Cavaliers entrou para a história. Liderados pela dupla Kyire Irving e LeBron James, o Cavs derrotou o Golden State Warriors por 4 a 3 nas finais da NBA, após estarem perdendo por 3 a 1 — sendo essa a maior virada na história da final.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Aquela final marcava o segundo encontro consecutivo entre Golden State Warriors e o Cleveland Cavaliers. Na primeira oportunidade, o Warriors foi campeão vencendo a série por 4 a 2. Desta vez, a equipe californiana defendia não só o seu título, mas também o recorde de melhor campanha da história em temporada regular (73); quebrando a marca do Chicago Bulls de Michael Jordan (que haviam vencido 72 jogos na temporada 95-96).

Com isso, o Warriors ganhou o direito de ter o mando de quadra na série final. Nos dois primeiros jogos, a equipe liderada pela dupla Curry e Thompson, fez valer o fator casa. Foram duas vitórias tranquilas (104 a 89 no jogo 1 e 110 a 77 no jogo 2).

Posteriormente, após os dois primeiros jogos, a série se mudou para Cleveland. Lá, o Cavs foi dominante no jogo 3 e devolveu as derrotas, com uma vitória categórica — 120 a 90, com a primeira exibição de gala da dupla Kyrie e LeBron (ambos com mais de 30 pontos).

Contudo, no jogo 4, o Warriors conseguiu uma vitória crucial que deixou a equipe a uma vitória da conquista. A partida foi equilibrada, mas os 38 pontos do MVP da temporada, Stephen Curry, foram decisivos para a vitória do GSW por 108 a 97.

O começo da reação

O cenário parecia favorável para o título do Warriors. Jogo 5, em casa e com o adversário, certamente frustrado com a derrota no jogo anterior. Porém, o Cavs não se deu por vencido.

O jogo 5 foi uma das partidas mais memoráveis da série. Draymond Green estava suspenso para essa partida, após ter estourado o limite de faltas técnicas. Com isso, o MVP das finais da temporada passada, Andre Igoudala, foi titular. Igoudala ganhou o prêmio na última final, muito por ter contido LeBron James. Algo que não ocorreu nesse jogo.

A partida foi uma verdadeira batalha, posse a posse. O primeiro tempo acabou com os times empatados em 61 a 61; do lado de Cleveland, Kyrie e LeBron carregavam o ataque contra as bolas de três de Curry e Thompson. O terceiro quarto, porém, foi decisivo. O Cavs venceu o quarto por nove pontos e soube administrar a vantagem no último período. No final, vitória de Cleveland por 112 a 97 com show da dupla (Kyrie: 41pts e LeBron: 41pts, 16reb, 7ast). James e Irving se tornaram a primeira dupla a ter 40 pontos no mesmo jogo de uma final.

Com este resultado, o Cavs voltou para casa pro jogo 6 com uma confiança enorme. Tanta confiança se refletiu dentro de quadra e o Cleveland demonstrou isso desde o começo, vencendo o primeiro quarto por 31 a 11. Com isso, a equipe passou a jogar mais tranquilamente no restante do jogo e venceu, forçando, assim, o jogo 7. LeBron James foi o destaque da partida com 41pts, 11reb e 8ast.

Jogo 7

Assim sendo, a Oracle Arena, casa do Warriors, se tornou o palco do jogo 7. O duelo marcava a chance de redenção e cumprimento da promessa de LeBron para Cleveland e também, a chance do Warriors estabelecer a dinastia.

Em suma, o que vimos foi um jogo equilibrado, com bons momentos das duas equipes. O GSW conseguiu vencer o segundo quarto por oito pontos, mas viu a reação do Cavs em um ótimo terceiro quarto, sendo liderados novamente por Kyrie e LeBron.

Do lado de Golden State, Green foi o melhor do time. O ala-pivô contribuiu no total com 32pts e muita energia, em de seus melhores jogos da carreira. Contudo, o Cavs não deixou com que o Warriors criasse um momento favorável na partida e deixou o jogo em pé de igualdade até os quatro minutos finais.

Estes últimos minutos foram intensos. Boas jogadas defensivas e toda cesta podendo ser a decisiva. Os momentos icônicos desse jogo, ocorreram praticamente em sequência. Do toco de LeBron, a cesta de três decisiva de Kyrie Irving:

Assim sendo, Cleveland comemorou seu primeiro título da NBA. LeBron James foi eleito o MVP, após perfomances fora de série. Foram dois jogos seguidos com 41 pontos e um triplo-duplo no jogo 7.

Leia também:

“Quem vê LeBron acima de Jordan deve procurar o oftalmologista”, diz agente de Jordan

7 jogadores que mais prometem mandar bem na volta da NBA