7 jogadores que usaram a camisa 10 de Pelé no Santos e você não sabia

Aniversariante na semana no Santos, o venezuelano Soteldo é o atual dono da camisa número 10 da equipe do Litoral Paulista

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Reprodução

Ser jogador do Santos é um dos grandes sonhos de muitos jovens atletas. Grande equipe do futebol brasileiro, a camisa alvinegra do litoral de São Paulo carrega um grande significado por o maior jogador de todos os tempos ter vestido enquanto era atleta profissional: Pelé.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Para aumentar ainda mais esse desejo, alguns anseiam em colocar a camisa 10 de Pelé nas costas. Porém, isso pode ser pesado demais e o atleta logo não consegue brilhar. Pensando nisso, o Torcedores decidiu listar sete jogadores que vestiram a 10 de Pelé no Santos e você certamente não lembra.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Antonio Carlos – Zagueiro ex-Corinthians e Palmeiras, acabou se aposentado no Santos em 2007. No jogo de despedida contra o Fluminense, ele realizou o sonho de vestir a 10 de Pelé, o que acabou sendo criticado por alguns torcedores santistas.

Gérson Magrão – Caso mais recente, o lateral e meia teve a missão de substituir Paulo Henrique Ganso e acabou fracassando com a camisa 10 do Santos. Isso gerou uma chuva de críticas ao jogador e acabou a sua passagem pelo clube sem sucesso.

Geuvânio – Promessa do Santos ao lado de Gabigol, o novo reforço do Athletico Paranaense vestiu a 10 do Pelé por um dia no Santos.

Neto – Ídolo do Corinthians, o hoje apresentador do Os Donos da Bola vestiu a camisa das quatro equipes de São Paulo. No Santos, o ex-meia atacante vestiu a camisa 10 por 18 jogos, em 1994, marcando três gols.

Renato Abreu – Com passagem rápida pelo Corinthians e ídolo do Flamengo, o meio-campista vestiu a camisa 10 do Santos em 2013. Ele não teve sucesso, mas atuou em nove partidas pela equipe da Vila Belmiro e marcou um gol pelo clube.

Cuca – Treinador de futebol vitorioso, Cuca foi um camisa 10 sem brilho pelo Santos. Isso aconteceu em 1993, quando fez um excelente Campeonato Paulista.

Zé Roberto – Jogador profissional até os 43 anos de idade, o ex-meia e lateral colecionou passagens por grandes clubes do mundo. Um deles foi o Santos, entre 2006 e 2007, quando liderou o Santos na semifinal da Copa Libertadores com a Camisa 10 de Pelé.

LEIA MAIS:

SantosPeixe negocia acordo de dívida por zagueiro com clube belga

SantosHá 41 anos, o Peixe era campeão paulista com a primeira geração de Meninos da Vila