Lewis Hamilton critica F1 por desorganização de atos antirracistas e dispara contra Grosjean: “Não acha importante”

Hexacampeão mundial da categoria, Lewis Hamilton destacou críticas especiais a Romain Grosjean, presidente da associação de pilotos

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Reprodução

O domingo (19) não teve apenas alegrias para Lewis Hamilton. Líder do campeonato e vencedor, de ponta a panta, do GP Hungria 2020, o britânico reclamou da atitude da categoria e dos pilotos em torno dos protestos antirracistas. Ele aproveitou para criticar Romain Grosjean, presidente da associação de pilotos do certame, em entrevista coletiva.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

Sobre a categoria e os pilotos em geral, as críticas já de Lewis Hamilton foram pesadas. “Precisamos falar com a Fórmula 1, pois eles precisam fazer um trabalho melhor. Foi uma correria. Eu estava saindo do carro, correndo, rapidamente me ajoelhando. Eles precisam fazer mais. Disseram que estão lutando pela diversidade e pelo fim do racismo, mas não estão nos dando a plataforma para continuar com isso. Está tudo apressado, então acho que eles precisam nos dar mais tempo. Eu falarei com eles, provavelmente enviarei um e-mail nos próximos dias e tentarei coordenar com eles sobre isso. Porque eles querem, mas acho que não houve comunicação”, destacou.

Liderança omissa

As maiores críticas, porém, foram em relação a Romain Grosjean. Ele presidente a associação de pilotos da Fórmula 1 e é o responsável, entre outras coisas, por levar demandas dos condutores á direção da F1. “Ele não acha importante fazê-lo. Ele pensa que o fizemos uma vez, e é tudo o que precisamos fazer. Então, tentei falar com ele sobre qual é o problema, que isso não está indo adiante. Por isso temos de continuar lutando. Acho que desta vez ele não mencionou nada nas instruções dos pilotos, nem Sebastian. Vettel e eu trocamos mensagens e ele enfatizou, como eu, a importância de continuar fazendo isso”, finalizou Lewis Hamilton.

LEIA MAIS
Nomes ligados ao automobilismo e fãs de corridas lamentam morte de Niki Lauda no Twitter
25 anos depois, relembre números e recordes de Ayrton Senna na Fórmula 1
Ricciardo dá ré, bate em outro piloto e abandona GP do Azerbaijão; imagem viraliza no Twitter