Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Corinthians pode ser investigado por pagamento de propina a juiz para suspender débitos

 

Marcel Thomé
Jornalista e assessor de imprensa

Crédito: Divulgação / Agência Corinthians

O Corinthians está na mira do Ministério Público Federal (MPF) por possível pagamento de propinas ao juiz Leonardo Safi de Melo, da 21ª Vara Cível Federal em São Paulo, para levantamento de débitos tributários da agremiação. O pedido de autorização da Justiça para abrir inquérito jpa foi feito, segundo informações do jornal “O Estado de S. Paulo“.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Conheça a Bet4Plus e experimente fazer uma aposta esportiva grátis, sem necessidade de depósito

Segundo o jornal, o Timão está envolvido entre os 18 processos em que há indício de atividade criminosa comandada pelo juiz para venda de decisões e sentenças na Vara Federal. Leonardo Safi de Melo foi denunciado por corrupção passiva, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

No lado do Corinthians já foram ouvidos em investigação preliminar o advogado contratado pelo clube, Juliano Di Pietro, o diretor jurídico, Fabio Souza Trubilhano, além de seu presidente e vice-presidente, Andres Navarro Sanches e Alexandre Husni, respectivamente.

O vice do Timão, inclusive, já admitiu o pagamento de mais de R$ 566 mil em troca do levantamento de débitos tributários da agremiação.

Procurado, o Corinthians ainda não deu sua versão dos fatos.

Confira o documento obtido pelo “Estadão” sobre o envolvimento do Corinthians no processo:

LEIA MAIS: