De olho na Copa, Thiago Silva ainda quer jogar por “mais três ou quatro anos” e nega acerto com clube italiano

Thiago Silva se despediu o PSG com o vice-campeonato da Champions League, e apesar do futuro indefinido, o zagueiro é desejado por Chelsea e Arsenal

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução

O zagueiro Thiago Silva confirmou que a derrota para o Bayern de Munique na final da Champions League foi seu último jogo com a camisa do Paris Saint Germain. O brasileiro ainda reforçou que quer seguir jogando em alto nível para tentar uma vaga na lista de convocados para a disputa da Copa do Mundo de 2022, no Catar, quando terá 38 anos.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Foi meu último jogo pelo Paris. Estou triste pela derrota. Peço desculpas aos torcedores, e a agradeço todo o amor que eles mostraram”, disse o defensor em entrevista à RMC Sport. “”Eu voltarei ao PSG um dia, pois é um time que gosto muito, mas em outra função. Ainda quero jogar por mais três ou quatro anos e disputar a Copa do Mundo do Catar”, completou.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

Em entrevista à Sky Sports, Thiago Silva, que é ídolo no Milan, negou que tenha acertado com a Fiorentina. “Ainda não acertei qualquer proposta. A história de que eu já acertei com a Fiorentina não é verdade. Meu agente está, sim, conversando com a Fiorentina, mas também com outros times. Vou decidir tudo nos próximos dias com a minha família.”

MARQUINHOS SE DESPEDE DO AMIGO:

Companheiro de zaga de Thiago Silva no PSG e na seleção brasileira, Marquinhos lamentou que o amigo não conseguiu se despedir do clube francês com o inédito título da Champions. “Queria que ele pudesse levantar essa taça por nós, ele merece, por tudo o que fez pela gente. Esse clube cresceu muito e ele faz muito parte dessa história. Seria muito bom ver ele coroado, pela trajetória que vez, mas infelizmente não deu certo. Foram sete anos de parceria e cumplicidade. Ele é meu ídolo, desde criança já admirava muito. É um ídolo, um parceiro, um grande amigo. Tirei muitas lições dessa parceria”, disse o camisa 5 em entrevista ao Esporte Interativo.

LEIA MAIS:
Com vice para o Bayern de Munique, Neymar perde sua sétima final na carreira
Luan Santana comemora título do Bayern, manda suposta “indireta” para Neymar e agita web