Intermediário oferece Sasha ao Grêmio e recebe aval para negociar outros seis jogadores do Santos, diz site

Além de Sasha, o presidente do Santos teria autorizado a negociação de nomes como Cueva, Jean Mota e Yuri Alberto

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Ivan Storti/Santos FC

Depois do Internacional sonhar com a volta de Eduardo Sasha devido ao imbróglio com o Santos na Justiça, o atacante foi oferecido ao rival Grêmio pelo intermediário americano Jackson Staack. De acordo com a informação do UOL Esporte, o empresário tem uma carta assinada pelo presidente do clube da Vila Belmiro, José Carlos Peres, que o autoriza a negociar, ao todo, sete atletas ligados ao Peixe.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Além de Sasha, que também já teve seu nome ligado ao Atlético-MG nos últimos dias, a carta assinada por Peres autoriza Staack e seu advogado, o italiano Paolo Bordonaro, a negociarem também Cueva, Jean Mota, Arthur Gomes, Tailson, Yuri Alberto e Kaio Jorge.

De acordo com a publicação, a medida adotada pelo presidente do Santos se deve ao complicado momento financeiro do clube, que tem mais de três meses de direito de imagem atrasados, e mesmo sem acordo coletivo com os atletas, fez um corte salarial de 70% durante o período de paralisação do futebol por causa da pandemia do novo coronavírus.

A fase santista fez com que o próprio Eduardo Sasha e o goleiro Everson entrassem na Justiça pedindo rescisão contratual com o clube alvinegro, que suspeita que os atletas já tenham conversas adiantadas com o Atlético-MG, comandando pelo ex-técnico do Santos, Jorge Sampaoli,e que tem Alexandre Mattos como diretor de futebol.

SASHA NO GRÊMIO?

Segundo a publicação, Sasha e seu estafe não tomaram conhecimento da oferta do intermediário americano ao Grêmio, mas vale destacar que uma possível negociação não seria vista com bons olhos, isso porque enquanto defendia o Internacional, o atacante provocou o Tricolor ao dançar ‘valsa dos 15 anos’, se referindo ao período em que o rival ficou sem conquistar títulos importantes, e foi pivô de uma polêmica com o Luan, atualmente no Corinthians, após a equipe comandada por Renato Gaúcho após a conquista da Copa do Brasil, no mesmo ano.

LEIA MAIS:
Comentarista da Fox condena possível troca e diz que Lucas Lima não engraxa a chuteira de Sánchez e Soteldo